Arquivo da tag: filmes de suspense

Last Week Plays: Fracture, Return to Sender e muito mais!

Olá! Tudo bem com vocês? 😀

Mais uma semana começando e vou confessar que está sendo difícil manter os posts de “Last Week Plays” pois o tempo passa voando… Quase impossível acompanhar, né?! Logo é Natal, kkk 😲

Essa semana foi bem light – não fiquei assistindo muita coisa, pois estou trabalhando em novos projetos e atrás de novas possibilidades de trabalhos aqui para o blog também! *cheirinho de novidade* 😍

  • Os filmes da semana que passou foram:
um-crime-de-mestre
Sinopse: “Willy Beachum (Ryan Gosling) é um jovem e ambicioso promotor público, que está no melhor momento de sua vida profissional. Ele tem 97% de vitória nos casos em que atuou e está prestes a assumir um cargo na famosa agência Wooton Sims. Porém, antes de deixar o cargo de promotor ele tem um último desafio pela frente: Ted Crawford (Anthony Hopkins). Após descobrir que sua esposa o estava traindo, Ted a matou com um tiro na cabeça. Parecia um caso simples, já que era um crime premeditado e com uma confissão clara, mas Ted cria um labirinto complexo em torno do caso de forma a tentar sua absolvição.”

Opiniões/Críticas: Como já era de se esperar, um filme com Anthony Hopkins que me prendeu ao caso de início ao fim. Com sua performance sádica, vingativa e minimalista, Ted nos deixa cheio de curiosidade sobre suas ações. Do outro lado, lutamos e tentamos montar o quebra cabeça junto com Willy, que é cheio de garra e determinação – e odeia perder. O desenrolar do filme tem um ritmo ótimo, com mistério na medida certa. O filme tem bastante momentos em julgamento, mais não deixa de nos manter na expectativa pois é lá que temos as surpresas e reviravoltas de ambos os personagens.

“Matei minha esposa. Agora prove.”

Nota: nota-8

Sinopse: ""Return to Sender" narra a história de uma enfermeira que é brutalmente estuprada por um homem misterioso (Shiloh Fernandez). Após sua prisão, ela começa a enviar cartas para ele na prisão, mas todas são devolvidas. Determinada a confrontá-lo, ela então começa a visitá-lo regularmente na prisão e, aparentemente, faz amizade com ele, contra a vontade de seu pai (Nick Nolte). Incapaz de compreender as intenções de sua filha, ele teme pela segurança dela quando o seu agressor for liberado da prisão."
Sinopse: “”Return to Sender” narra a história de uma enfermeira que é brutalmente estuprada por um homem misterioso (Shiloh Fernandez). Após sua prisão, ela começa a enviar cartas para ele na prisão, mas todas são devolvidas. Determinada a confrontá-lo, ela então começa a visitá-lo regularmente na prisão e, aparentemente, faz amizade com ele, contra a vontade de seu pai (Nick Nolte). Incapaz de compreender as intenções de sua filha, ele teme pela segurança dela quando o seu agressor for liberado da prisão.”

Opiniões/Críticas: O filme tem toda uma história intrigante, muito misteriosa que me encheu de dúvidas sobre se eu estava gostando do desenrolar da história ou não. Teve momentos que fiquei com raiva da personagem principal, outros fiquei chateada com o que ela tinha que passar, entre muitos outros sentimentos. Mais uma coisa é fato: esperei até o último momento para entender tudo, pois se você se precipita e coloca na sua cabeça que algo vai acontecer… pode acabar tendo uma bela surpresa no final 😏 A atriz Rosamund tem um talento natural de confundir a gente, né?!

“Ele escolheu o endereço errado.”

Nota: nota-6

instinto
Sinopse: “Earl Brooks (Kevin Costner) é um executivo de sucesso, marido e pai exemplar, filantropo generoso. Todos o consideram um pilar em sua comunidade, mas ele esconde um grande segredo: é um serial killer. Seus crimes são conhecidos como sendo do Assassino da Impressão Digital, sendo que ninguém tem idéia de qual seja sua identidade. Apesar de estar afastado do mundo do crime há algum tempo, a compulsão de Brooks em matar volta à tona devido ao seu alter ego (William Hurt), o qual considera ser o verdadeiro assassino. Porém ao realizar mais um assassinato Brooks comete um erro, sendo notado por um fotógrafo curioso (Dane Cook), que passa a chantageá-lo. Este crime também coloca em seu encalço a detetive Tracy Atwood (Demi Moore), que está obcecada em desvendar o caso.”

Opiniões/Críticas: Sempre tive curiosidade de assistir esse filme pois a capa dele me chama atenção, traz uma certa dúvida sobre o que realmente Mr Brooks tem a esconder. Em relação as atuações: trabalho maravilhoso entre Kevin Costner e William Hurt – uma sintonia notável e brilhante (as cenas que eles riam juntos eram as melhores), já Dane Cook não combinou nada com seu personagem, não conseguiu trazer a “esquizitisse” que precisava ter para o papel. Assim como Demi Moore não combina com detetive, muito menos uma durona… ela não parecia estar confortável naquele papel e nas situações. A trama do filme é ótima, porém deixou a desejar com esses detalhes que fazem muita diferença.

“O homem que tem tudo, tem tudo a esconder.”

Nota: nota-8

  • Músicas e vídeos diversos:

Músicas favoritas do novo álbum da ~diva britânica~ Adele são: Hello e When We Were Young ❤️

Trailer que o namorado me apresentou na semana e me deixou curiosa/ansiosa e com esperança de um filme novo e legal de zumbis:

Descoberta de um canal maravilhoso para aprender e aperfeiçoar mais a língua inglesa: Londres na Latinha, onde a Melissa e seu lindo sotaque britânico explica e ensina em vídeos divertidos palavras, pronúncias, expressões, etc… É pra se apaixonar:

  • O que vocês estão assistindo e ouvindo nos últimos dias? Me contem e deixem suas indicações nos comentários! Beijos 😘 😘