Arquivo da tag: europa

Saudades do Intercâmbio + Coisas legais da Irlanda.

Oláá 😀

Hoje vim trazer um post saudoso pra falar do meu ano morando na Irlanda e as coisas mais bacanas que tinha por lá (e que morro de saudades nos dias atuais) 🙁 Pra quem não sabe eu morei em Dublin, capital da Irlanda, durante 2013 a 2014 e foi a experiência mais louca e proveitosa da minha vida. O meu foco ao ir foi estudar inglês e trabalhar e acabou sendo exatamente o que fiz: consegui formação máxima no meu curso e trabalhei por alguns meses como staff em um pub\night club. Porém nem só de estudo e trabalho a gente vive, e tem várias coisas de lá que sinto muita falta e que é improvável ter aqui na minha cidade 🙁

  • Parques e locais diferentes para conhecer

Dublin tem parques maravilhosos onde você pode almoçar, passar um tempo, encontrar-se com amigos, tirar fotos… Parques são locais que você tem uma vasta possibilidade de atividades nele, o que faz ser tão importante ter algum na sua cidade, eu sinto MUITA falta dessa parte principalmente para fazer fotos de look do dia e aproveitar dias ensolarados para sentar, ler, ouvir uma música. Separei algumas fotos que fiz em alguns lugares que eram meus favoritos:

603007_523052981116648_159577189_n

DSC01693

DSCF1767

DSC01402

IMG_0430

  • Lojas e produtos 

Como qualquer outra capital, lá tinha muitas lojas e shoppings, porém o que eu mais curtia eram os produtos mais diferentões haha lojinhas de ruas, muuuitos brechós e lojas famosas, que aqui na minha cidade vai demorar anos pra ter (se tiver), e que eu passava quase todos os dias. E em algumas dessas lojas o preço era razoável, calculando em euros pois era assim que a gente ganhava nosso pagamento, e essa é uma regra que vale muito: enquanto você está pegando reais e convertendo para euro vale sim colocar na balança se aquilo está caro ou não, porém depois que você começa a ganhar na moeda que realmente está comprando tem que tirar um pouco essa neura e comprar aquilo que vai de acordo com seu salário e só.

Não costumava tirar muitas fotos em lojas, porém tenho algumas aqui pra mostrar:

DSC01395

IMG_0435

IMG_1078

IMG_1037

  • Frequentar a escola

Sim, eu sinto falta de ir pra escola! Ter um compromisso fixo todos os dias em tal horário faz a vida ficar mais organizada, pois você programa tudo para antes ou depois dos horários de aulas, fazendo também todos os dias terem algum aprendizado e assim valer a pena todo investimento. A minha escola foi a NCBA e posso dizer que a experiência de conhecer tantas pessoas de lugares diferentes do mundo é demais! Sério, fiz amizade até com uma garota da Turquia e jamais poderia imaginar isso acontecer na vida 😀 Porém a escola em si não recomendo, pois eles estavam sempre super lotados e as divisões de níveis sempre deixavam a desejar. Porém, quando a gente não tem aquela conta milionária pra investir em um colégio bacana, temos que fazer valer em um colégio não tão bom assim 😛

DSC02063

Quando começamos, eu e meu namorado fizemos alguns níveis juntos e sempre no período da manhã. Depois de alguns meses eu passei alguns níveis e ele não, ai trocamos de turma e horários (por causa do trabalho), mais era super tranquilo pois as turmas sempre eram divertidas e sempre tinha gente nova pra fazer amizade. E sim, nessa foto meu namorado estava dormindo pois chegamos super cedo pra aula, os primeiros da sala na verdade 😀

Sobre planos futuros: até o final desse ano, ou começo de 2017 tenho algumas metas bem fixas na minha vida, e alguns planos tipo A e B, sabe? Viajar para morar fora novamente é um dos planos B do momento, mais confesso que vontade não falta nunca. Não voltaria para a Irlanda, mais seria em algum país da Europa, pois um dos maiores aspectos que me faz ser louca por lá é o clima: eu amo frio, chuva e dias nublados <3 Jamais mudaria para algum lugar que faz verão o ano inteiro, simplesmente não combina comigo.

Antes de me despedir quero lembrar vocês que na categoria Viagem tem vários posts da Irlanda e da Noruega também, dá uma espiada por lá 😉

Beijoos!

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 24 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Meme Rotaroots: 5 coisas para fazer na minha cidade.

– Esse post faz parte do Rotaroots, grupo de blogueiros(as) de raiz que organiza blogagens coletivas e tenta manter a blogosfera viva. Para participar também clique aqui –
 
Depois de me unir ao grupo de blogueiras fiquei super inspirada para começar os posts coletivos, então aqui vamos para o meu primeiro 🙂
Eu entendi o post como minha cidade atual (espero que esteja certa) e coloquei aqui as coisas que fiz nos meus primeiros dias em Dublin… Tudo me encanta aqui e é difícil escolher só 5 coisas, mas peguei as principais.
Tudo fica bem pertinho e você pode fazer isso em um dia, vai ser bem aproveitado e se o seu tempo aqui for curto ficará com belas lembranças da capital irlandesa.
 
 
Grafton Street: Para começar o dia, a agitação de uma bela rua que já foi eleita, em quinto lugar, uma das ruas com lojas mais caras do mundo! O local que foi onde Damien Rice começou sua carreira, é de encher os olhos e os bolsos das loucas consumistas. Lá você encontra a loja da Disney, Vans, MAC, Dior, Yves Saint Laurent e todas essas bem conhecidas espalhadas no meio de milhares de turistas. Uma das coisas mais legais de lá na verdade são os artistas de rua, você sempre vai encontrar alguém pra te surpreender (na foto do canto direito, o cara que fazia esculturas na areia).
 
St Stephen’s Green: No topo da Grafton Street você encontrará a entrada ao parque Stephen’s Green (ao lado do shopping do mesmo nome). Ele é de uma beleza singular, com um lago central magnífico cheio de cisnes, patos e pombos (que aqui podem ser considerados pragas, tem pombo em todo lugar genteee). Ele tem várias estátuas de pessoas importantes na história da Irlanda também.
Em dias ensolarados, super indico levar uma toalha e fazer um piquenique (se você achar local para sentar) e simplesmente curtir a brisa leve e natural do parque… vai renovar as energias.
 
 
Temple Bar District: Ruazinhas estreitas, cheias de pub’s e restaurantes diferenciados, você encontrará por aqui. Lá também rola muita música ao vivo, principalmente na praça localizada bem “no coração” do distrito. Brechós e muito grafite nas paredes… Vai encher seus olhos de cultura e arte do bem. É uma boa pedida como atividade noturna também.
 
 
River Liffey and Bridges of Dublin: Se você passar por Dublin, será impossível não cruzar o rio Liffey que divide o lado norte e sul por aqui. Todas as pontes são super fofas e não tem como não tirar fotos por lá… Tiro até hoje quando passo por lá. Tem alguns barcos que você faz tour por lá, mas não sei dizer de nomes ou preços 🙁 O rio é um ótimo ponto de localização quando você está perdido também (falando por experiência própria, hehe).
 
 
 
Phoenix Park: O maior parque urbano de toda a Europa é simplesmente perfeito. Sério, não tem como se decepcionar com esse local.
Ele é realmente gigantesco, dentro existem várias áreas diferenciadas… lá dentro até está localizado o Zoológico de Dublin. No parque também tem a chance de encontrar uma manada de gamos selvagens (parecido com um cervo), que consideram o parque seu lar.
 
É isso ai, espero que tenham a oportunidade de conhecer essa cidade e se apaixonar por ela do jeito que fiquei ao viver por aqui 🙂
Beijos, até o próximo post!
 
 
 
 
 

 

 

 

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 24 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

#SVFnaNoruega: Tromsø. (Parte 2)

Chegamos a última parte da minha viagem pela Noruega ): ahhhhhh!

O nosso último dia por Tromsø começou com Dogsled (andar de trenó puxado por cães). Foi uma das experiências mais maravilhosas da minha vida… Ver toda a organização e determinação dos cães, as paisagens incríveis que presenciei, muita neve e o melhor: eu conduzi o trenó por quase todo o trajeto. A moça que trabalhava lá foi super querida comigo, contamos muito da nossa vida uma para outra e ela disse que eu conduzia super bem por ser minha primeira vez e tal (provavelmente ela diz isso para todo mundo, mas me deixou feliz de qualquer maneira).  

 
A empresa que fizemos o dogsled foi a Arctic Adventure Tours e quero deixar registrado aqui para quem estiver interessado em fazer esse tipo de esportes na neve… Essa empresa é incrível! Foi super exclusivo e não teve nenhum preço adicional. O passeio foi somente eu e meu namorado, podemos passar um tempo com os cães e até com os filhotes *-*

IMG_0906

 

Os cães eram super amigáveis, mas por incrível que pareça nenhum deles era Husky Siberiano… e quando eu perguntei para a moça que estava comigo no passeio, ela disse que isso é meio que uma ilusão, pois os huskys não são preparados para esse tipo de esporte. Porém, eu não lembro da raça deles, até tentei pesquisar para colocar aqui mas foi sem sucesso.

Olha só que amor eles brincando:

IMG_0907

Depois do passeio, estava incluso no pacote um lanche com café, chá e bolo de chocolate… Mas nem sabíamos que isso seria numa cabana muito bonita em frente a fogueira:
(A roupa que estávamos usando também era da empresa, e foi super importante pois só com as nossas roupas não teríamos aguentado o frio nas montanhas)


Depois do dogsled, fomos visitar o museu Polaria:

IMG_0916
Eu sei que só parece um monte de casacos e cachecóis, mas realmente tem uma pessoa (eu) ali. haha
O que mais teve no museu foi sobre a vida marinha que se encontra na costa norueguesa:
 
IMG_0923


 

 

 

E eu tive a oportunidade de conhecer pela primeira vez os aquários gigantes, que eu sempre via em filmes e documentários:

Nesse aquário “moravam” vários leões marinhos e focas.


E assim, fecho meu diário de viagem pela Noruega. Sobre o dogsled não tirei fotos do caminho pois fizemos vários vídeos e ainda postarei no canal do blog (só não sei quando, rs)… Na verdade, tenho vários vídeos para postar, mas isso é algo futuro que estou planejando para o blog 😉

O que acharam de toda a viagem? Gostariam de visitar a Noruega também?

Beijos e até mais :*

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 24 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

#SVFnaNoruega: Oslo.

Olá!
Essa foi a novidade que eu coloquei em alguns posts passados que teria aqui no blog: minha viagem para a Noruega!
Foi um presente do meu namorado pois no dia 07/11 completamos 2 anos de namoro e ele simplesmente resolveu me levar pra uma cidade do Polo Norte no meio de muita neve e beleza natural… Que incrível, não? haha

Nossa primeira parada foi em Oslo, a capital norueguesa muito lotada de pessoas e prédios.
Vou colocar as fotos do primeiro e último dia que passamos lá, fizemos o mesmo trajeto de ida e volta, então… 

– Nosso voo de Dublin para Oslo – Riggy foi lindo pois pegamos o nascer do sol pelas nuvens… Ótimo jeito de iniciar a viagem né?


– Sobrevoando solo norueguês já:


– Quando chegamos em Rygge (um vilarejo, meio cidade pequena que fica em Oslo também) o tempo estava assim:


– E é claro que estava muito frio também:


– De Rygge pegamos nosso primeiro trem direto para o centro de Oslo, foram quase duas horas de belíssimas visões, como essa:


– Chegando a capital Oslo, foi um tanto diferente estar realmente numa cidade grande. Essa era uma praça que ficava em frente a estação de trem:


– Uma das coisas que mais chamava atenção no centro de Oslo é a arquitetura moderna. Os prédios lá são maravilhosos e diferenciados de verdade.
Eu adorei o jeito que as janelas eram projetadas nos prédios ao fundo, parecendo recortes em um papel: 


– Esse leão ficava em uma praça bem perto do hotel que ficamos e já escurecendo as 14h… Difícil conviver com essa diferença não?!


– Essa era a vista do nosso quarto. Ficamos uma noite hospedados no “Oslo hotel and apartaments”.
O que dizer do local é o seguinte: nos perdemos pela cidade por horas até achá-lo (acontece com todo mundo né), porém não sabíamos que o apartamento teria que dividir. Tipo, o quarto era por casal mas a parte da cozinha e banheiro era dividida com outras 2 pessoas. E não tínhamos acesso a internet, pois pegamos a parte do apartamento. Só quem pegava hotel teria acesso… Era 60 NOK para 24h de internet, um absurdo!


– Falando em arquitetura incrível, essa é a “Oslo Opera House”… Esplendida durante o pôr do sol:

 


(quase me forcei a colocar um grande borrão preto na minha cara cheia de olheiras mas temos que aprender a conviver com isso durante viagens, noites pouco dormidas e troca de horário, então deem um desconto HAHA)


– Oslo foi o local mais frio que já estive na minha vida… Os dois dias que estivemos lá, no início e final da viagem, pegamos só temperatura de -7º.
Não tinha como ficar sem tampar o rosto todo com o cachecol, acreditem, na hora das fotos era rápido pois não conseguia sentir meu nariz depois de uns 2 minutos hauahuahua.

Espero que gostem das fotos e quem estiver pensando em fazer a viagem e quiser mais informações, peça ou mande pro e-mail: setevidasfelinas@gmail.com que ficarei feliz em repassar tudo que usei 😉
Logo logo posto outra parte da viagem por aqui.
beijão


Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 24 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

#SVFnaIrlanda: St Anne’s Park.

Olá!
Ontem aproveitei a sexta-feira sem aula para conhecer um novo parque em Dublin 3: St Anne’s Park.

Esse passeio foi todo fotografado com a minha câmera nova (Fujifilm Finepix S1800), ainda estou testando todas as funções dela e tentando melhorar as fotos 😀 Está sendo bem legal ter uma câmera melhor e conseguir pegar certos detalhes que com a câmera que eu tinha antes era realmente complicado.
Vamos as fotos:


Local que ficamos esperando o ônibus, bem no centro de Dublin.


Mais um amiguinho que a alguns segundos depois consegui fazer ir embora de tantas fotos que tirei do coitadinho ): kkk


O mar daqui é tão sem graça, gente… comparado a outros lugares da Europa pelo menos. Eu queria ter tirado foto do Porto, porém todas que tirei ficaram ruins, mas ele era um pouco mais a frente desse local e não tinha nada de especial de qualquer jeito.


E aquelas casas nas montanhas do outro lado do porto? Que charme viu.


Já na entrada do St Anne’s Park, fazendo pose com a placa que explicava um pouco sobre o que encontraríamos naquele ambiente.

 

 

 


Floresta macabra que te lembra todos os filmes de terror já vistos: sim ou claro? 😛

 


Outro amigo ligeiro e lindo: esquilo *-*


Cadeiras no estilo “trono” feita com restos de árvores (e eu toda torta)..

Pessoal, eu amei o parque! Quem está por aqui e ainda não conhece eu super recomendo. É um ótimo lugar para fotos, caminhadas e pra levar seu cachorro (lá estava cheio de cachorros fofos, vou ver se posto vídeos de alguns depois).
Fica em Dublin 3, logo após o Porto de Dublin, bem fácil de achar.

Gostaram das fotos?

beijão.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 24 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.