Arquivo da tag: blogagem coletiva

Personagens que poderiam ser meus Amigos.

Olá pessoal!

Hoje vou fazer minha primeira participação na blogagem coletiva do grupo United Blogs e posso dizer que estou super feliz de participar desse grupo em particular pois todo mundo se ajuda, troca ideias, visita suas redes sociais, tem dias específicos para diferentes tipos de divulgações e é tudo super organizado por lá 😀  As meninas são todas muito bacanas!

O tema que escolhi pra essa semana é: Personagens que poderiam ser meus amigos pois achei bem diferente e intrigante já que para ter amizade comigo tem que ter um certo tipo de perfil – bem específico por sinal, hahaha (exigente, estou apenas brincando, pessoal).

Vamos a lista dos meus bffs imaginários:

Candice-Accola-Caroline-Vampire-Diaries

Você que assisti e acompanha fielmente a série The Vampire Diaries deve pensar que estou louca considerando a Caroline como uma melhor amiga, tendo em mente que o passado dela na série era um tanto duvidoso e ela fazia umas escolhas bem idiotas, porém uma das coisas que mais me faz querer ser amiga dela é o amor por todos a sua volta, principalmente família. Quando ela perdeu a mãe fiquei muito triste e quando os acontecimentos da série fizeram com que ela e Stefan começassem uma história de amor bem fofinha fiquei encantada, até porque o Stefan é meu personagem favorito <3 O tipo de empatia dela é de sempre pensar nas pessoas que ela ama para qualquer ação, colocando realidade em quaisquer consequências a partir das catástrofes que ocorrem em Mystic Falls.

SOPHIA-BUSH-20

Outra personagem que no início da série deixava a desejar por ser uma tremenda bitch na escola mais com as últimas temporadas de One Tree Hill conquista um espaço especial no nosso coração, a Brooke passou por situações inusitadas e também tristes demais durante sua vida e ela realmente precisava de boas amigas ao seu lado… com toda certeza eu aceitaria esse cargo! Além de ter um instinto materno muito grande dentro dela, a Brooke foi bastante batalhadora para conseguir tudo que ela queria, tendo que ir contra seus próprios pais em vários momento. E ela sempre teve caras gatíssimos como namorados pra enfrentar essas barras mais nada se compara a uma bff, certo?

jennifer-lawrence-as-katniss-everdeen-in-the-hunger-games

Guerreira, honesta e cheia de atitudes radicais, a Katniss seria a amiga ideal para fazer a vida mais aventureira, com muita emoção e surpresas. Porém amiga, eu também iria ser sincera em te dizer: o Peeta não tá com nada, esquece esse boy e foca no Gale que é simplório, coração aberto e com amor sincero pra oferecer, por favor viu?!

x-men-first-class-1

O Xavier é o tipo de pessoa que todo mundo quer como amigo: atencioso, mente e coração aberto, respeita as diferenças de cada ser humano, protege seus colegas e quer fazer com que todos possam viver em harmonia… É uma pessoa que podemos levar de exemplo mesmo. Gostaria muito de ter um amigo assim, para lutarmos diariamente contra o preconceito de todas as terríveis maneiras que existem e não só para mutantes, mais entre todos nós.

Comentem abaixo quais seriam os personagens amigos de vocês, quero saber hein! 😀 E para as blogueiras que não participam do grupo, sintam-se convidadas a entrar e começar a interagir por lá!

Beijooos!

13327413_1037917052930407_3380501728927228077_n

 

 

Blogagem Coletiva: Músicas que me representam.

Participando de mais um dos temas do grupo Blogs que Interagem dessa vez com o tema:

Músicas que

E a partir de toda essa coisa da gente se representar, tentar através de letras e melodias mostrar um pouco de quem a gente é, no que acredita e como enxergamos o mundo, vou colocar as músicas em categorias e sentimentos importantes na vida e com ela, as músicas que explicam um pouco sobre o que sinto 🙂

  • Amor:

  • Felicidade:

  • Dias de chuva:

  • Dias de sol:

  • Para recordar:

  • Para escrever:

  • Dançar (principalmente sozinha, na frente do espelho):

  • Pra aquela notícia maravilhosa, que completa um dia que estava normal até então:

  • Para passar um dia no campo, em contato com a natureza:

  • Tristeza:

  • Aquela hora de raiva, que você simplesmente quer bater em algo, ou alguém (também tem desses momentos né, haha):

Essas são músicas que sempre escuto e me fazem pensar em relação a coisas importantes na vida 🙂 Quero saber de vocês, quais são as músicas favoritas de vocês pra esses momentos… Comentem com suas indicações!

– Esse post faz parte da blogagem coletiva do grupo Blogs que Interagem, participe você também, só clicar aqui. –

 

 

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Blogagem coletiva: Filmes que todo mundo ama (menos eu).

Olá! SAUDADE! 😀

Voltando a ativa com um dos temas mais amados pela minha pessoa: FILMES <3 porém, sobre filmes que todo mundo ama, menos eu 😛 Vou começar confessando que não foi fácil achar esses filmes, pois eu sempre assisto filmes que não são tão comentados assim (falou a + alternative girl, KK), não, sério! Porém, estive dando uma olhadinha nos meus filmes assistidos lá no filmow (add aqui) e claro que achei alguns e agora vamos compartilhar 😀

  • Amaldiçoado (Horns – 2013)

horns

Total decepção com esse filme! As atuações forçadas, péssimas (Me desculpe, mas Daniel valeu em Harry Potter mais foi só por lá mesmo). Efeitos visuais amadores e uma história nada cativante, fizeram do filme Amaldiçoado uma experiência ruim no meu ponto de vista.

  • Lucy (2014)

lucy-6-signed

Quando o filme é com Scarlett Johansson todo mundo já coloca várias expectativas, e ai começam os comentários, compartilhamentos de trailer e spoiler. Foi por esses motivos que decidi assistir Lucy, mais Scarlett não salvou dessa vez. No gênero de ficção científica comigo é assim: eu posso assistir e amar… ou odiar. Não tem muito espaço para meio termo. A concepção de um ser humano alcançar esse auge cerebral (telecinesia, ausência de dor, capacidade de adquirir conhecimento instantânea) é muito interessante e diferenciada, mais o filme não conseguiu me prender 🙁

  • Sob a Pele (Under the Skin – 2013)

Under_the_Skin_poster_Scarlett_Johansson

Não pessoal, eu não odeio a Scarlett, ok?! hahahaha Mais também não acho ela boa atriz, premiada, ganhadora de Oscar assim 😛

O filme não apresenta diálogos, fundo musical, cores e nem muita história pra gente se agarrar, sabe? Você apenas vaga pelas ruas da Escócia com essa mulher misteriosa atrás de homens que ela se alimenta (???) também conta com um misterioso motoqueiro, que aparentemente é o único que conhece a personagem de Scarlett e sabe o que ela é. Talvez o filme quis mostrar uma jornada de auto conhecimento dessa mulher, tentando descobrir o porque ela precisa dessa caçada e o porque ela não consegue ter algum tipo de conexão com o mundo. Foi confusão demais pra minha cabeça.

Comentem se já assistiram esses filmes e o que acharam 😉

– Esse post faz parte da blogagem coletiva do grupo Blogs que Interagem, participe você também, só clicar aqui.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Blogagem Coletiva: Coisas que Fiz e me Envergonho.

Olá! 🙂
Participando de mais uma blogagem coletiva, dessa vez do grupo blogs que interagem, e com esse tema escolhido também ser algo que nunca contei por aqui decidi por arriscar. Vamos lá:

facepalm-homer-simpson


– Sim, eu já achei que ficaria com uma pessoa pra sempre, que amaria ela pra sempre e não conseguiria viver sem. Eu sempre fui uma pessoa bem apaixonada, sou até hoje mas já mudei bastante nesse quesito. Porém na época de escola, eu era MUITO apaixonada. Quando eu gostava ou ficava com alguém, era muito sério. Eu falava que seria pra sempre, que jamais deixaria e era tanto amor que no fim das contas, o amor todo era uma simples paixão passageira, sabe aquelas de estações mesmo 😛 Isso aconteceu comigo mais de uma vez até, e penso com muita vergonha nisso, em como pude ter sido levada por todo o “calor do momento”.
Mas não, não me arrependo de ter escolhido aquelas pessoas nos determinados momentos da minha vida, pois tudo aquilo moldou quem eu sou hoje. Foi tudo uma questão de passagens que faremos na vida das pessoas.

For further information: please contact your local UIP Press Office.


– Amizades:
Me arrependo muito de me deixar influenciar por pessoas que na época eram melhores amigas e hoje não passamos de desconhecidos nas ruas. Eu realmente deixava de falar com certa pessoa porque uma “amiga” não gostava, ou porque tinha medo da reação dos outros. E isso é totalmente ridículo. Havia sempre muito ciúme entre minhas amigas no ensino fundamental, muito mesmo. Mandávamos recadinhos maldosos uma para as outras, e escondíamos quando, por exemplo, eu estava na casa de uma e não chamamos as outras. 
Hoje em dia penso que deveria ter sim feito amizade com todos a minha volta e não pensar no que achariam, se ficariam chateadas comigo e etc. 

cofre-porquinho-economia-financas-poupanca-dinheiro-1294678283226_956x500


– Gastar dinheiro com futilidades:
No ensino médio eu gastava muito dinheiro e não pensava nas consequências disso. Era roupa pra sair final de semana, calçados novos para usar no colégio, acessórios, mala escolar todo ano precisava ser nova e uniformes também.
Gente, que besteira!
Eu deveria ter feito uma poupança, ter guardado embaixo do colchão, ou em qualquer outro lugar, menos ter me preocupado com que roupa eu impressionaria as outras pessoas (que era o pensamento na época, eu queria conquistar o pessoal né, haha). Ou então eu deveria ter comprado tudo da China, ai sim eu teria feito compras boas e sairia ganhando 😛
E o pior de tudo era que na maioria do tempo eram meus pais que pagavam tudo, pois enquanto eu estava na escola eu não trabalhava… apenas vivia dos estudos e do dinheiro deles 🙁 apenas inaceitável né?!
Hoje em dia eu economizo muito, muito mesmo. Compro coisas boas, pois me esforço pra economizar e comprar tudo no tempo certo, e a vista, claro hehe.

Porém, não é de arrependimentos que a gente vive. A vida é toda cheia dessas passagens idiotas também. A adolescência é sempre um momento bem intenso, confuso mas passageiro. Tudo que resta no final são as boas lembranças.
Quando me deito e paro pra pensar, eu sinto que aproveitei do meu jeito, com minhas vontades e reais sentimentos… e isso me conforta. Deixem essas vergonhas serem um capítulo divertido da sua vida 🙂

– Esse post faz parte da blogagem coletiva do grupo Blogs que Interagem, participe você também, só clicar no link 😉

Beijos e até a próxima :*

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Meme Rotaroots: 5 Esportes que eu Praticaria.

OLÁAAAAA!
Decidi voltar um pouco por aqui, já que estou passando por vários problemas quanto a blog, site novo e pessoas que não cumprem com suas palavras de entrega (cof cof essa foi indireta hein) mas enfim. Vamos voltar a programação normal por aqui e fo**-se o resto.

Nada melhor pra deixar a imaginação fluir do que com os memes do grupo Rotaroots, e um deles foi de esportes e achei interessante falar um pouco sobre algo que jamais bloguei aqui.
Eu sou uma negação pra esportes, sempre fui, apenas fazia nas aulas de educação física na escola porque precisava de nota né gente, então…
Mas mesmo não nascendo com o dom, acho muito legal praticar algum esporte, ter todo o foco de fazê-lo todos os dias e obter resultados bacanas pra saúde e bem estar.
Vamos a minha lista:

1. Vôlei

olkself13_cm_09051200032


Vôlei era o único esporte que eu realmente gostava de praticar no tempo da escola. Era emocionante pois você não ficava somente em uma posição durante o jogo, então todo mundo passava por partes boas e ruins. Mas eu sou bem fraca nos braços então sempre fui terrível na hora de sacar 🙁

2. Salto a distância.

Salto-em-Distância


Outro esporte que eu gostava de participar na escola e faria novamente nos dias de hoje. No tempo da escola eu sempre ficava nas primeiras posições e nem entendo como eu conseguia pular tanto, mas eu conseguia 😀
Porém os pontos negativos são: você conseguir “aterrissar” em pé ou com o máximo do corpo jogado pra frente, pois se você cair sentado é dali que vão começar a contagem do seu pulo e vai te prejudicar e a parte da areia toda dentro da sua roupa depois… é um tanto quanto agoniante 😛

3. Baseball

women-baseball

Também praticava esse no ensino fundamental, porém a gente não seguia realmente todas as regras certinhas 😛 mas era bem divertido quando você acertava a bola e começava a correr o mais rápido pra tentar ganhar mais pontos possíveis pro seu time.
Mais teria que estudar bem todas as regras primeiramente, para então começar a praticar.

4. Muay Thai.

Felice_Herrig_fighting_at_Muay_Thai_Mayhem_XIV


Sei que esse tópico vai fugir um pouco do tema esportes por ser mais voltado a artes marciais mais no meu conceito essas lutas são bem esportivas também. Artes marciais fazem muito bem tanto para o corpo quanto pra mente, principalmente pra acabar com toda tensão que enfrentamos diariamente com stress no trabalho e todas outras coisas do dia a dia.

5. Tênis.

22102013---victoria-azarenka-devolve-a-bola-no-jogo-contra-sara-errani-pelo-wta-de-istambul-1382458862819_956x500


Esse é um dos jogos que trabalha muito com o corpo da pessoa, então faria mais pro benefício do corpo do que o jogo em si, pois parece ser realmente difícil tanta corrida, rebater e correr novamente. 

É isso ai. O que acharam da minha lista? E qual esportes vocês incluiriam na lista de vocês?
Deixem nos comentários a opinião de vocês 😉

Beeeijos.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.