Sobre Morar Sozinha.

Comecei a morar sem meus pais faz quase 2 anos. Porém, tecnicamente não morei totalmente sozinha.
Minha primeira experiência em morar “sozinha” foi quando disse que passaria alguns dias na casa da mãe do meu namorado e assim começou um loop infinito de tentativas de viver e correr atrás de uma certa liberdade que só se encontra com esse tipo de experiência.

Desde que me lembro, os planos para minha vida adulta começariam morando sozinha. Tendo que aprender todos os trabalho domésticos na marra.
E não, nada disso realmente aconteceu.
É sempre difícil quando você deseja esse tipo de coisa, pois tem tantas coisas envolvidas que no momento que está desejando isso não lhe ocorre na mente: aluguel (que não é NADA barato na grande maioria), móveis, comida, contas como luz, água, gás.. e tantos outros pequenos obstáculos que a gente só se da conta quando está vivendo a situação.

Quando morava no Brasil eu não tinha tantas preocupações com casa, pois sempre estava morando com algum adulto mais responsável e que sabia de todas essas consequências. 
Claro que houve épocas que voltei a ficar na casa dos meus pais, mais não acontecia com muita frequência pois a casa deles fica no interior e lá não tem telefone, internet e muito menos área para celular.

Eu sempre tive a vida de pessoa do interior que não tinha os “luxos” de morar no centro da cidade.
Quando eu ficava na casa do meu namorado eu achava simplesmente o máximo da vida pedir lanche ou pizza e receber no portão de casa. 
Fazer download de filmes e séries pela internet então? Era o ápice do dia!

Agora, morando em outro país, longe de todos, vejo que cada dia é um novo aprendizado.
Preciso manter em ordem a limpeza do chão, teto e janelas do apartamento. Se eu não limpar, elas realmente vão ficar sujas, pois a minha mãe não vai chegar e limpá-las para mim. 
Os resultados de um local limpo e com harmonia dependem de você.

Toda vez que minhas amigas dizem que não tem vontade de sair do “ninho” (casa dos pais) tão cedo eu me pergunto e tento explicar a aventura que pode ser uma casa só sua. 
Nunca consigo explicar. Só sinto.
E esses sentimentos tem sido tão ricos e proveitosos! Ahhh, o que eu queria era certo, fico pensando.

A vida é incrível e eu amo meus pais incondicionalmente… mais eu preciso voar de ninho em ninho.
As conquistas são valiosas, valem a pena e vieram através de um esforço, de um bem maior. E é toda sua.

– Aproveitem a semana,
DFG









Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 24 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Comments

3 comentários sobre “Sobre Morar Sozinha.

  1. Adorei o texto!

    Nunca morei realmente sozinha, pois saí da casa da minha mãe pra morar com o meu marido, em outra cidade.

    E olha, mesmo assim tem vezes que não é fácil, pois se vc não fizer certas coisas, ninguém fará por vc.

    Mas não tenho a mínima vontade de voltar a morar com a minha mãe não! 😀

    Beijão!

    Piece of My Heart

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *