Arquivos da categoria: Lazer

Momento Leitura: A Menina Que Roubava Livros.

Helloooou!

Quero compartilhar com todos a experiência incrível que tive com o livro “A Menina Que Roubava Livros” do Marcus Zusak.


“Eis um pequeno fato: você vai morrer.”
Comecei a ler o livro nas minhas últimas semanas no Brasil, porém com toda a correria estava lendo pouquíssimas vezes.
Foi no avião que comecei realmente a leitura e iniciou-se a paixão pela personagem da pequena e astuta Liesel.

O livro é narrado pela morte… esse já é um ponto forte, altamente excêntrico e o mais encantador da história é que você cria fortes laços com todos os personagens (menos o Führer, haha).
A relação de Liesel e seu pai de criação, Hans é linda, amável e apaixonante.

Alguns trechos:

“Sou só garganta… Não sou violenta. Não sou maldosa. Sou um resultado.” 

“Não ir embora: ato de amor e confiança.”

“A única coisa pior do um menino que detesta a gente: um menino que ama a gente.”


Indico essa leitura para todos os gostos literários, ela é emocionante demais… acho difícil as pessoas falarem algo de realmente ruim sobre o livro.
E agora um pedido pessoal:
Façam um filme com essa história, por favor! 😛

Pra quem quiser me adicionar no skoob e saber o que ando lendo: meu perfil.

:** DFG

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Novidades da Semana.

Olá, pessoal! Cá estou eu, tentando deixar esse blog atualizado… e tá difícil viu, com a minha viagem prevista, fico horas e horas pesquisando coisas sobre os lugares e todo tipo de coisa que vocês podem imaginar sobre o país que vou visitar (ainda farei um post explicando tudo certo).
Enfim, na semana que se passou, andei descobrindo umas coisas legais, tipo: filmes, aplicativos, sites, etc. E decidi mostrar tudo de uma vez, como uma dica pra cada dia dessa semana chuvosa, sabe, pra tirar um pouco o tédio, hehe.

1. Rejeitados pelo Diabo (The Devil’s Rejects) 2005
Filme de terror/policial bem legal, mas o esperado foi ver a matança das vítimas, porém, não é mostrado no filme.


Você fica torcendo e passa raiva em várias partes do filme, mas sabe que eu realmente gosto de um filme com matança familiar? haha. Enfim, minha nota pra esses rejeitados aí foi 8.
Mais informações: [http://filmow.com/rejeitados-pelo-diabo-t7037/]

2. Os Simpsons – O Filme.
Eu sou fã dos Simpsons, pois é aquele programa que você coloca pra assistir quando não encontra algum filme legal passando na tv a cabo #realidade.
Em relação ao filme, o que posso dizer é que já assisti episódios mais engraçados… E não tem como não se encantar com o porco Homer 😛


Mais informações: [http://filmow.com/os-simpsons-o-filme-t1369/]

3. App: What’s The Movie.
Através de um RT no Twitter da Bruna Vieira (dona do Depois dos Quinze), conheci o aplicativo: What’s The Movie?
Cinéfila que sou, fui correndo baixar, pois estava enjoada dos meus apps bobinhos de sempre… E viciei!

Peguei essa foto pra vocês verem que o funcionamento dele é bem fácil: Aparece a imagem de alguma parte do filme e as opções com nomes, aí você tem 5 segundos pra responder. Suuper fácil, né?
Tem até ranking online, pra você deixar o gosto dos desafios melhores.

E pra finalizar a unha que fiz com ~glitter~ eu gostei do resultado, e vocês? A cor é Laranja Cítrico, da Impala 😉

 

Ótima semana a todos! DFG.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Filmes + Férias

Olá, pessoal. Estou oficialmente de férias, e estou aproveitando para me atualizar com filmes, séries, músicas e tudo mais… já que vou passar as festas em casa esse ano :~

Comecei assistindo um anime, mas confesso que sempre fui preconceituosa em relação a desenhos japoneses, acho muitos deles com efeitos e histórias fraquíssimas. Porém, meu namorado adora todo tipo de anime e quis que assistisse este com ele.
O anime é: Túmulo dos Vagalumes.

 

Conta a história de dois irmãos que perdem os pais durante a guerra no Japão, e fazem de tudo para sobreviver com toda a tristeza e solidão do trágico momento que seu país está passando.
Vai uma dica: você vai chorar. É realmente lindo, emocionante, chocante… Nota 10.
Mais informações: http://filmow.com/tumulo-dos-vagalumes-t8294/

Depois da ceia natalina de ontem, decidi que estava sem sono e parti pra assistir um filminho hehe… Foi Resident Evil 5: Retribuição.


Vou direto ao ponto: não gostei. Os filmes da saga Resident Evil que eu gosto vai do primeiro ao terceiro… o resto se perdeu em coisas que nem consigo entender. Mas eu continuo assistindo, continuo com esperança. Minha nota é 3.
Mais informações: http://filmow.com/resident-evil-5-retribuicao-t33946/

O terceiro filme é o famoso: Ted.


Me rendeu boas risadas, mas entendi porque o filme foi tão questionado em relação a idade permitida: rola muita droga e palavrões no desenrolar da história. É realmente estranho você imaginar um ursinho de pelúcia de uma criança crescendo e se tornando um viciado pegador de prostitutas (haha).
Minha nota: 8. Mais informações: http://filmow.com/ted-t47698/

É isso aí, conforme estiver me atualizando vou informando vocês da minha humilde opinião de tudo que estou fazendo nas férias.
xoxo, DFG.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Saga Crepúsculo – O Final.

Neste domingo que se passou fui até o cinema para conferir o filme: Amanhecer – Parte 2, o último da saga.
Desde o início, fui uma grande fã desse mundo que Stephenie Meyer criou, realmente ficava encantada com suas palavras, a precisão dos sentimentos… tudo era tão a flor da pele.
Sentia que queria conhecer um Edward na minha vida (ok, eu tinha 15 anos, haha). Até hoje aqueles 4 livros na minha coleção me chamam a atenção, pois influenciaram muito o período adolescente da minha vida.
Mas vamos para o filme: Teve a melhor história, porém os piores efeitos gráficos! Sério, ficava pensando: eles não queriam gastar nessa parte.


A Bella vampira ficou linda, porém todos conhecemos a atriz, Kristen Stewart então aquele estilo “vampira sensual” não combinou tanto assim com ela. O Edward e Jacob não estavam diferentes, tudo dentro do parâmetro da história. Porém, Reneesme chegou para causar com seus efeitos amadores. O que era aquele bebê com a cabeça maior que o resto do corpo? Parecia que estava assistindo a um desenho da Disney.
Nas partes finais que notei que ela não era mais computadorizada e ficou, digamos, mais normal.

 

Uma das coisas que mais me agradou foi ver os amigos da família chegando… e mostrando cada um de seus diferentes dons de vampiro. No livro foi uma parte que me deixou curiosa para ver a cara dos personagens e no filme fiquei satisfeita com o resultado. As irmãs da Amazônia (foto) eram realmente assustadoras.

 

A batalha foi a parte forte de toda a história dos filmes. Foi realmente a parte de ação, que todos se viram numa armadilha entre a vida e a morte… Na cena do Carlisle sendo decepado me deu um aperto no coração, fiquei pensando: “ele é bondoso demais para morrer desse jeito.” No final das contas, foi um alívio.

 

É isso. Acabou Crepúsculo, vampiros que brilham, garotas tolas se apaixonando por monstros, leituras de mente e visões do futuro… Agora é só esperar pelo próximo filme baseado no livro da Stephenie, que acredito eu, será ótimo: A Hospedeira.


beijos, DFG.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.