Arquivos da categoria: Lazer

Playlist > Músicas favoritas de Abril.

Preparados para uma nova playlist? Essa é do mês lindo de abril, genteeee!

Digo que o mês de Abril foi babado porque fiz 24 anos, coisas super bacanas aconteceram e: começou oficialmente o outono (e o clima realmente mudou aqui na minha cidade). São motivos suficientes para uma playlist maravilhosa! 😎

  • Quais são as músicas que vocês recomendam para esse novo mês? Comentem! 😍

 

 

Lançamento da Semana: Guardiões da Galáxia Vol. 2

Olá, pessoal! 😁

Hoje quero mostrar pra vocês algumas fotos e informações sobre o novo lançamento do cinema – que pelo que tudo indica vai bombar aqui no Brasil: Guardiões da Galáxia Vol. 2

  • FICHA TÉCNICA:

Direção: James Gunn (II)

Elenco: Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Michael Rooker, Karen Gillan, Kurt Russell, Sylvester Stallone, Pom Klementieff.

Dá uma olhadinha nos cartazes exclusivos com cada personagem:

Detalhe: não estou sabendo lidar com o Baby Groot… é muito fofo!

Sinopse: “Agora já conhecidos como Guardiões da Galáxia, os guerreiros viajam ao longo dos cosmos e lutam para manter sua nova família unida. Enquanto isso tentam desvendar os mistérios da verdadeira paternidade de Peter Quill (Chris Pratt).”

O filme tem tudo para ter bastante cenas divertidas (quem assistiu o primeiro filme sabe de todas as ironias da história), ação e novos personagens vindo por aí!

Segue abaixo alguns gifs com cenas pra deixar a curiosidade ainda maior:

E aí, estão ansiosos(as) para esse lançamento? Qual filme estão ansiosos para ver no cinema? Me contem tudo nos comentários!

Beijos e um ótimo final de semana! ❤️

 

 

 

 

 

*Especial de Resenhas pós-Oscar 2017* – 5. Hacksaw Ridge 6. Lion 7. Passengers

Dando continuidade as resenhas dos filmes indicados com esse especial pós-Oscar 😉
5. Hacksaw Ridge em português como "Até O Último Homem"

Sinopse: “Durante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 pessoas, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.” (via filmow.com)

Diretor: Mel Gibson

Opinião: Apesar de triste, as guerras sempre nos trazem filmes marcantes e emocionantes – principalmente estes baseados em fatos reais – e com Hacksaw Ridge não foi diferente.

A vida e bravura de Desmond T. Doss é realmente admirável! Com muito esforço, fé e positividade, ele salvou e com certeza marcou a vida de muitas pessoas – e não precisou usar uma arma e fazer exatamente aquilo que o seu país achava que seria o necessário para ajudar seus companheiros na guerra. Acredito que muitas pessoas tentaram ser opositores conscientes em guerras mas não tiveram sucesso em viver e contar sua história. A matança de uma guerra é algo desolador e triste porém conhecer alguém que conseguiu honrar seu país com outros meios é inspirador demais. O roteiro foi adaptado de maneira minuciosa e com os detalhes necessários, assim como a direção do filme.

Indicações ao Oscar: Melhor Filme, Melhor Diretor (Mel Gibson), Melhor Ator (Andrew Garfield), Melhor Edição, Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem de Som.

Trailer: 

Nota: 

6.  Lion em português como "Lion: Uma Jornada Para Casa"

Sinopse: “Quando tinha apenas cinco anos, o indiano Saroo (Dev Patel) se perdeu do irmão numa estação de trem de Calcutá e enfrentou grandes desafios para sobreviver sozinho até ser adotado por uma família australiana. Incapaz de superar o que aconteceu, aos 25 anos ele decide buscar uma forma de reencontrar sua família biológica.” (via filmow.com)

Diretor: Garth David

Opinião: Esse filme tocou meu coração de uma forma muito singela e emocionante. A história de Saroo é linda demais! Cheio de coragem, sonhos e amor por sua família, ele passa por tantas coisas na vida que é até um certo milagre ele ter sobrevivido.

A realidade é que isso acontece muito, todos os dias, e não só na Índia mas em muitas outras grandes metrópoles. Crianças perdidas e que infelizmente topam com pessoas que não estão dispostas a ajudar e sim em tornar aquilo algo lucrativo. A sorte de Saroo, por um lado, foi ter sido acolhido por um família com tanto amor e boas intenções, que realmente adotaram uma criança para dar a ela a chance de uma vida digna e feliz. As atuações estavam magníficas, em todas as partes do filme.

Sinceramente acredito que todos vocês deveriam assistir esse filme e se surpreender 😉

Indicações ao Oscar: Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante (Dev Patel), Melhor Atriz Coadjuvante (Nicole Kidman), Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia e Melhor Trilha Sonora.

Trailer:

Nota: 

7. Passengers em português como "Passageiros"

Sinopse: “Uma nave espacial transporta milhares de pessoas para um planeta colônia, que tem uma avaria em uma de suas câmaras de sono. Como resultado, um único passageiro é despertado 90 anos antes de qualquer outra pessoa. Diante da perspectiva de envelhecer e morrer sozinho, ele finalmente decide acordar um segundo passageiro, marcando o início do que torna uma história de amor única.” (via filmow.com)

Diretor: Morten Tyldum

Opinião: A sinopse na verdade é um pouco equivocada já que o filme não se trata só de uma história de amor mas também de uma luta por sobrevivência e várias outras mensagens que entendi com o passar da história. Essa ideia de estar sozinho no meio da galáxia, viajando há mais de 90 anos é muito assustadora – e é nesse clima que o filme se desenrola.

O detalhe dos personagens terem se apaixonado é um tanto óbvio: os dois são realmente bonitos e eles estavam sozinhos, sabendo que aquela era a única vida que restava para eles.

Em resumo o filme não traz novidades para o gênero e o final fica explicitamente óbvio com o decorrer da história. Não foi dessa vez que mais um filme da Jennifer Lawrence me faz gostar mais dela 🤔

Indicações ao Oscar: Melhor Design de Produção e Melhor Trilha Sonora.

Trailer:

Nota: 

  • Já assistiram algum dos filmes citados aqui? Se sim, me contem nos comentários as suas impressões e opiniões 😃

Beijos e um ótimo final de semana! ❤️

 

 

Evento: Nova Coleção na Popi Alexandre.

A cobertura de um primeiro evento a gente nunca esquece! E claro, a gente não deixa de compartilhar tudo também 😉

No dia 11/03, fui conferir o evento e a nova coleção da Popi Alexandre – que é uma marca de t-shirts super moderna e com estampas exclusivas e divertidas (já sou super fã e sei que vocês também vão ficar depois dessa postagem).

A coleção 2017 da Popi Alexandre tem uma pegada poética, vezes irônica e vezes romântica e que foi feita em parceria com o escritor Lucas Brandão – mais conhecido como Lucão – que também esteve presente no evento lançando seu novo livro Telegramas.

Para iniciar, vamos dar uma olhada como tudo foi organizado:

Com peças da nova coleção, araras de peças em promoção, doces e bebidas deliciosas, o evento estava com um clima super aconchegante e convidativo. E nessa última foto, coloquei para mostrar por aqui um pouco da decoração da loja que tem uma pegada super vintage e Pinterest – com muitos livros, acessórios, quadros, escadas, etc 😍

No meio do agito, escolhi 3 looks com peças tanto de coleções anteriores quanto da nova para mostrar um pouco do estilo real da marca. Confiram:

O lado ótimo das t-shirts é a versatilidade que elas possuem, deixando livre para combinar com diversos tipos de peças – resultando em looks incríveis e confortáveis.

Depois das fotos com as peças, chegou a hora de conhecer o Lucão, conferir o livro novo e tirar algumas fotos com ele. Porém, a conversa com ele acabou ficando longa e quase nem tiramos fotos – pois ficamos trocando experiências e batendo papos sobre muitas coisas. O Lucão é muito querido gente, vocês não tem noção, simpático e com ideias maravilhosas sobre escrita, poesia, livros e muitos outros assuntos que o papo acabou levando. Foi muito incrível conhecer ele, eu senti uma certa emoção já que foi o primeiro escritor em que realmente conversei e conheci “mais de perto” sabe?! 😀

O Lucão é poesia mesmo! Enquanto conversei com ele, senti que aquilo realmente faz parte dele.

Em resumo quero registrar que amei a experiência! Quero agradecer a Popi Alexandre por essa parceria e por ter dado essa oportunidade ao blog ❤️️

Para conhecer mais sobre a Popi Alexandre: Site / Facebook / Instagram – e para quem for de Jaraguá do Sul (e região) não deixem de conhecer a loja física que fica no Jaraguá do Sul Park Shopping 😉

Beijos ❤️️

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

*Especial de Resenhas Oscar 2017* – 3. Jackie 4. Fences

3. Jackie 

Sinopse: “Jacqueline Kennedy (Natalie Portman), inesperadamente viúva, lida com o trauma nos quadro dias posteriores ao assassinato de seu marido, o então presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy.”

Diretor: Pablo Larraín

Opinião: O filme Jackie é totalmente sobre uma belíssima atuação de Natalie Portman. Não sei se já contei para vocês por aqui – mas eu sou MUITO fã da Natalie. Eu confesso: assisti o filme por ela.

A Natalie tem algo sobre se jogar de cabeça em um personagem, se entregar de corpo e alma. Transparecendo nitidamente todas as emoções da Jacqueline – principalmente nas primeiras horas após o assassinato de seu marido. O figurino do filme é muito marcante, seguindo fielmente a época dos anos 50 e 60.

Porém o filme em si não tem nada que nos prenda ou faça ser inesquecível. É bem dirigido, tem boas atuações e fica por isso.

Indicações ao Oscar: Melhor atriz (Natalie Portman), Melhor figurino e Melhor trilha sonora.

Trailer: 

Nota: 

4. Fences em português como Um Limite entre Nós

Sinopse: “Baseado na aclamada e premiada peça teatral homônima, um jogador de beisebol aposentado (Denzel Washington), que sonhava em se tornar um grande jogador durante sua infância, agora trabalha como coletor de lixo para sobreviver. Ele terá de navegar pelas complicadas águas de seu relacionamento com a esposa (Viola Davis), o filho e os amigos.”

Diretor: Denzel Washington

Opinião: Ao começar a assistir o filme e adentrar na história de Troy – que sofreu muito preconceito durante sua infância e adolescência e com isso se tornou um homem frio – notei que se tratava de uma peça teatral: os diálogos são super longos e cansativos.

Acredite, não estou querendo falar mal de teatro aqui. Só acho que muitas peças não se encaixam para dentro do tempo limitado e estruturado de um filme.

Foi por esses diálogos arrastados e cansativos que não gostei do filme. As atuações foram boas mas nada digno de Oscar e todo o resto também não acrescentou nada de muito especial ao filme. Outra coisa que tornou o filme tedioso foi o cenário, que não possui muitas mudanças – que talvez traria mais vida no desenrolar da história.

Indicações ao Oscar: Melhor filme, Melhor ator (Denzel Washington), Melhor atriz coadjuvante (Viola Davis – Venceu) e Melhor roteiro adaptado.

Trailer: 

Nota: 

– Pessoal, mesmo que a cerimônia do Oscar  já aconteceu no domingo (26/02), eu vou continuar atualizando esse especial dos filmes indicados pois acho que vale a pena repassar essa experiência aqui. Vou atualizar na parte das indicações se o filme citado ganhou algum prêmio. Espero que vocês continuem acompanhando 😉

Beijos e aproveitem o carnaval e feriado! ❤️️

Playlist > Músicas favoritas de Fevereiro.

Olá, pessoal! Para deixar a semana com ~animação~ vou indicar por aqui as músicas que mais estou ouvindo nos últimos dias 😎

Só colocar o fone de ouvido, aumentar o volume e curtir muito! Deixem nos comentários as músicas que vocês mais tem ouvido… adoro indicações, pessoal 😉

Beijos ❤️️

O Homem Mais Inteligente da História – Augusto Cury.

  • Resenha Literária na área! (até rimou 😄)

Com 28 milhões de livros vendidos, hoje quero apresentar pra vocês um pouco mais dessa obra do autor brasileiro mais lido da década, que a Editora Sextante carinhosamente me enviou:

O Homem mais Inteligente da História conta a história de um psiquiatra chamado Marco Polo, especialista em estudos da mente e autor do primeiro programa mundial de gestão da emoção. Em uma certa reunião da ONU, ele é desafiado a estudar a inteligência do homem mais famoso da história: Jesus.

Enquanto acompanhamos a vida pessoal de Marco Polo, cheia de acontecimentos trágicos e uma jornada de dúvidas – ele começa a montar um grupo de brilhantes profissionais para analisar a mente de Jesus sob ângulos científicos, deixando a religião de lado.

Marco Polo é ateu, então no início foi fácil para ele apontar os defeitos e contradizer a muitas coisas nas histórias e personagens da Bíblia. Porém, com o desenrolar de muita pesquisa, análise e estudo profundo, Marco Polo encontra-se cada vez mais curioso para desvendar toda a história de Jesus.

Existem trechos com flashbacks no livro, contados sob o ponto de vista de pessoas do passado, que na verdade não me agradou… pois toda essa história realmente é um mistério que ninguém consegue descrever.  A leitura, no geral, é engrandecedora e cheia de conhecimentos científicos sobre um assunto tão famoso mas que poucas pessoas realmente conhecem que é a história de Jesus. Porém, o livro não é só sobre essas discussões, ele também transcorre a vida de Marco Polo, com sua família e trabalho.

Sob o Autor: “Augusto Cury é psiquiatra, cientista, pesquisador e escritor. Publicado em mais de 70 países, é considerado o autor brasileiro mais lido na atualidade. Cury é autor da Teoria da Inteligência Multifocal, que trata do complexo processo de construção de pensamentos, dos papéis da memória e da formação do Eu.”

Esse livro é o resultado de uma prolongada pesquisa feita pelo próprio Augusto Cury, que levou mais de 15 anos que se constituirá de vários volumes. E no futuro, já temos confirmação de que ela se tornará um seriado internacional. Estão ansiosos(as)? 😍

Nota: 

  • Qual livro vocês estão lendo no momento? Me contem nos comentários! Beijos ❤️️

 

*Especial de Resenhas Oscar 2017* – 1. Arrival 2. Moonlight

Respeitável público! A partir de hoje teremos resenhas dos filmes indicados as premiações do Oscar 2017!

Estão animados? Eu estou! 😄😄

Quando olhei a lista de indicações do Oscar 2017 me interessei muitos por quase todos os filmes, sério. Isso foi até um certo milagre, pois nem sempre curto os estilos de filmes indicados para essa tão importante estatueta. E outra razão por estar fazendo isso é a curiosidade, haha, já que esses serão os filmes mais comentados por todos a partir de agora.

1. Arrival em português como A Chegada

                        “Por que eles estão aqui?”

Sinopse: “Quando seres interplanetários deixam marcas na Terra, a Dra Louise Banks (Amy Adams), uma linguista especialista no assunto, é procurada por militares para traduzir os sinais e desvendar se os alienígenas representam uma ameaça ou não. No entanto, a resposta para todas as perguntas e mistérios pode ameaçar a vida de Louise e a existência de toda a humanidade.”

Diretor: Denis Villeneuve

Minha opinião: O filme contém um clima meio nostálgico e depressivo, com uma atmosfera misteriosa, sabe?

Eu confesso que fiquei com um pé atrás em como seria a aparência dos alienígenas, já que esse ponto é onde a maioria dos outros filmes pecam – porém, achei bem interessante a maneira que os retrataram em “Arrival”. Amy Adams fez um excelente trabalho, trazendo para dentro da tela uma doutora que acredita no que faz e que não desiste facilmente.

O filme é um mix de ficção científica, drama e mistério – que nos deixa com questionamentos muito humanos, tais como: Qual nosso objetivo? O que você faria se tivesse uma segunda chance? Não se engane achando que esse filme foca nos alienígenas, porque a grande descoberta dele tem a ver com a humanidade.

Indicações ao Oscar: Melhor filme, Direção, Fotografia, Mixagem de Som, Edição de Som, Direção de Arte, Roteiro Adaptado e Edição.

Trailer: 

Nota: 

2. Moonlight em português como Moonlight: Sob a Luz do Luar

                         “Esta é a história de uma vida.”

Sinopse: “Black (Trevante Rhodes) trilha uma jornada de autoconhecimento enquanto tenta escapar do caminho fácil da criminalidade e do mundo das drogas de Miami. Encontrando amor em locais surpreendentes, ele sonha com um futuro maravilhoso.”

Diretor: Barry Jenkins

Minha opinião: O filme é dividido em 3 atos – infância, adolescência e vida adulta de Chiron, junto com a difícil realidade que ele teve que enfrentar durante todos os dias.

Ele sempre sofreu vários tipos de preconceitos mas os principais eram por ser gay e por ter uma mãe com forte dependência química. Tenho que dizer que os atores que interpretaram Chiron, principalmente na infância e adolescência fizeram um trabalho sensacional.

Na escola as pessoas não o aceitavam, em casa tinha que conviver com a difícil personalidade da mãe porém no início do filme ele faz amizade com Juan, que é traficante mas isso não faz com que ele deixe de ensinar boas coisas para Chiron, principalmente sobre o que ele terá de enfrentar na vida. Na adolescência, que foi a parte mais difícil, ele enfrentou dilemas mais complexos e teve que lidar com muita violência – ao mesmo tempo em que tem importantes descobertas sobre sua própria sexualidade.

Moonlight nos passa mensagens sobre a relação do ser humano consigo mesmo e a necessidade de viver em harmonia com as escolhas que fazemos e o estilo de vida que levamos. O filme tem algumas partes lentas em determinadas cenas de diálogos que no final nos passa despercebidos já que estamos na torcida e expectativa de assistir os próximos passos de Chiron.

Indicações ao Oscar: Melhor filme, Direção, Atriz Coadjuvante (Naomie Harris), Ator Coadjuvante (Mahershala Ali), Fotografia, Trilha Sonora, Roteiro Adaptado e Edição. Moonlight recebeu o globo de ouro em 2017 como Melhor Filme de Drama.

Trailer: 

Nota: 

  • Já assistiram a algum dos filmes indicados? Quais suas opiniões? 😃 Me contem tudo nos comentários!

Beijos e um ótimo final de semana ❤️️

 

 

 

 

 

Se Meu Cachorro Falasse por Cynthia L. Copeland.

Dia lindo para uma resenha literária, certo? 😀

Hoje quero falar um pouco sobre minha experiência com esse livro fofíssimo da Editora Sextante:

 “Coisas realmente importantes que aprendi com meu melhor amigo.”

O nome do meu blog já deixa explícito meu amor por gatos mas isso não quer dizer que eu não amo os cachorros também, viu… PORQUE SIM, EU AMO 😍😍😍

O livro “Se Meu Cachorro Falasse” é um combinado de lindas fotos de vários cães com grandes frases inspiradoras para a vida. Todos nós sabemos o quanto os cães amam seus donos e pessoas que convivem com eles diariamente, e eles são puros, singelos e honestos… Podemos aprender lições valiosas com nossos companheiros. E é esse tipo de mensagem que o livro passa, junto com fotografias absurdamente lindas!

Aqui vai algumas das minhas fotos preferidas que você encontra no livro:

Todas as mensagens transmitem paz e felicidade – que são sentimentos que temos quando estamos com um cachorro ao nosso lado. Foi incrível o trabalho feito por Cynthia e como ela realmente conseguiu passar essas sensações boas no combinado de fotos e palavras.

Sobre a autora Cynthia L. Copeland: já escreveu mais de 25 livros, incluindo o best-seller “Lições Importantes que Aprendi com meus Filhos”.

Beijos e até o próximo post! 😘

 

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Platão para Sonhadores – Allan Percy + Editora Sextante.

Olá!

Na forte parceria da Editora Sextante hoje tem resenha pra quem curte filosofar e transformar isso na sua realidade ou nos sentimentos diários. O autor Allan Percy traz 80 diferentes filosofias do grande Platão juntamente com palavras de apoio, inspiração e superação em:

15052191_1178468992241707_1544578540_o

“Dedicado a quem tem sonhos e se atreve a colocá-los em prática.”

Trazendo uma leitura leve e muito aconchegante, Platão para Sonhadores é tudo aquilo que você precisa ouvir para o seu dia melhorar. Se você conhece ou já ouviu falar alguma das inúmeras filosofias de Platão, deve saber da qualidade e ao mesmo tempo mindfuck que suas palavras podem ter… com esse conjunto, temos contato com um manual de sobrevivência criado por Allan Percy. Tirei uma foto das páginas para vocês entenderem como o livro foi desenvolvido:

A frase em negrito é do Platão e o texto são os comentários de Allan Percy.
A frase em negrito é do Platão e o texto são os comentários de Allan Percy.

Como vocês puderam notar pelas últimas resenhas literárias, eu estou em uma vibe muito de livros inspiradores, que faz a gente sonhar e se atrever mais na vida… e posso dizer que eles estão fazendo realmente um grande bem para o meu psicológico. Pode sim parecer piegas – mas faz uma grande diferença começar a acreditar em nossos sonhos. Já dizia Platão:

“O melhor movimento é aquele que iniciamos sozinhos, sem o empurrão dos outros.”

As reflexões que encontramos no livro são de diversos temas, como: trabalho, sabedoria, amor, pessoas, educação, etc. Esse foi um dos maiores pontos positivos, já que como os assuntos são diversificados, torna-se possível uma maior facilidade de obter bons conselhos para vários momentos da nossa vida.

Notas sobre o autor: “Allan Percy é especialista em coaching e em literatura de autoajuda e desenvolvimento pessoal. Presta consultoria a várias editoras espanholas e viaja pelo mundo em busca de inspiração para suas obras.”

Eu já tive contato com outra obra do autor com o livro: Nietzsche para Estressados e o trabalho dele é realmente fantástico. Vale a pena adquirir os livros dele, pessoal 😀

  • Qual está sendo a sua leitura no momento? Comentem. E se você já leu esse livro ou algum outro do autor, me conta como foi sua experiência literária 😉

Beijos e abraços ❤️

Last Week Plays: Fracture, Return to Sender e muito mais!

Olá! Tudo bem com vocês? 😀

Mais uma semana começando e vou confessar que está sendo difícil manter os posts de “Last Week Plays” pois o tempo passa voando… Quase impossível acompanhar, né?! Logo é Natal, kkk 😲

Essa semana foi bem light – não fiquei assistindo muita coisa, pois estou trabalhando em novos projetos e atrás de novas possibilidades de trabalhos aqui para o blog também! *cheirinho de novidade* 😍

  • Os filmes da semana que passou foram:
um-crime-de-mestre
Sinopse: “Willy Beachum (Ryan Gosling) é um jovem e ambicioso promotor público, que está no melhor momento de sua vida profissional. Ele tem 97% de vitória nos casos em que atuou e está prestes a assumir um cargo na famosa agência Wooton Sims. Porém, antes de deixar o cargo de promotor ele tem um último desafio pela frente: Ted Crawford (Anthony Hopkins). Após descobrir que sua esposa o estava traindo, Ted a matou com um tiro na cabeça. Parecia um caso simples, já que era um crime premeditado e com uma confissão clara, mas Ted cria um labirinto complexo em torno do caso de forma a tentar sua absolvição.”

Opiniões/Críticas: Como já era de se esperar, um filme com Anthony Hopkins que me prendeu ao caso de início ao fim. Com sua performance sádica, vingativa e minimalista, Ted nos deixa cheio de curiosidade sobre suas ações. Do outro lado, lutamos e tentamos montar o quebra cabeça junto com Willy, que é cheio de garra e determinação – e odeia perder. O desenrolar do filme tem um ritmo ótimo, com mistério na medida certa. O filme tem bastante momentos em julgamento, mais não deixa de nos manter na expectativa pois é lá que temos as surpresas e reviravoltas de ambos os personagens.

“Matei minha esposa. Agora prove.”

Nota: nota-8

Sinopse: ""Return to Sender" narra a história de uma enfermeira que é brutalmente estuprada por um homem misterioso (Shiloh Fernandez). Após sua prisão, ela começa a enviar cartas para ele na prisão, mas todas são devolvidas. Determinada a confrontá-lo, ela então começa a visitá-lo regularmente na prisão e, aparentemente, faz amizade com ele, contra a vontade de seu pai (Nick Nolte). Incapaz de compreender as intenções de sua filha, ele teme pela segurança dela quando o seu agressor for liberado da prisão."
Sinopse: “”Return to Sender” narra a história de uma enfermeira que é brutalmente estuprada por um homem misterioso (Shiloh Fernandez). Após sua prisão, ela começa a enviar cartas para ele na prisão, mas todas são devolvidas. Determinada a confrontá-lo, ela então começa a visitá-lo regularmente na prisão e, aparentemente, faz amizade com ele, contra a vontade de seu pai (Nick Nolte). Incapaz de compreender as intenções de sua filha, ele teme pela segurança dela quando o seu agressor for liberado da prisão.”

Opiniões/Críticas: O filme tem toda uma história intrigante, muito misteriosa que me encheu de dúvidas sobre se eu estava gostando do desenrolar da história ou não. Teve momentos que fiquei com raiva da personagem principal, outros fiquei chateada com o que ela tinha que passar, entre muitos outros sentimentos. Mais uma coisa é fato: esperei até o último momento para entender tudo, pois se você se precipita e coloca na sua cabeça que algo vai acontecer… pode acabar tendo uma bela surpresa no final 😏 A atriz Rosamund tem um talento natural de confundir a gente, né?!

“Ele escolheu o endereço errado.”

Nota: nota-6

instinto
Sinopse: “Earl Brooks (Kevin Costner) é um executivo de sucesso, marido e pai exemplar, filantropo generoso. Todos o consideram um pilar em sua comunidade, mas ele esconde um grande segredo: é um serial killer. Seus crimes são conhecidos como sendo do Assassino da Impressão Digital, sendo que ninguém tem idéia de qual seja sua identidade. Apesar de estar afastado do mundo do crime há algum tempo, a compulsão de Brooks em matar volta à tona devido ao seu alter ego (William Hurt), o qual considera ser o verdadeiro assassino. Porém ao realizar mais um assassinato Brooks comete um erro, sendo notado por um fotógrafo curioso (Dane Cook), que passa a chantageá-lo. Este crime também coloca em seu encalço a detetive Tracy Atwood (Demi Moore), que está obcecada em desvendar o caso.”

Opiniões/Críticas: Sempre tive curiosidade de assistir esse filme pois a capa dele me chama atenção, traz uma certa dúvida sobre o que realmente Mr Brooks tem a esconder. Em relação as atuações: trabalho maravilhoso entre Kevin Costner e William Hurt – uma sintonia notável e brilhante (as cenas que eles riam juntos eram as melhores), já Dane Cook não combinou nada com seu personagem, não conseguiu trazer a “esquizitisse” que precisava ter para o papel. Assim como Demi Moore não combina com detetive, muito menos uma durona… ela não parecia estar confortável naquele papel e nas situações. A trama do filme é ótima, porém deixou a desejar com esses detalhes que fazem muita diferença.

“O homem que tem tudo, tem tudo a esconder.”

Nota: nota-8

  • Músicas e vídeos diversos:

Músicas favoritas do novo álbum da ~diva britânica~ Adele são: Hello e When We Were Young ❤️

Trailer que o namorado me apresentou na semana e me deixou curiosa/ansiosa e com esperança de um filme novo e legal de zumbis:

Descoberta de um canal maravilhoso para aprender e aperfeiçoar mais a língua inglesa: Londres na Latinha, onde a Melissa e seu lindo sotaque britânico explica e ensina em vídeos divertidos palavras, pronúncias, expressões, etc… É pra se apaixonar:

  • O que vocês estão assistindo e ouvindo nos últimos dias? Me contem e deixem suas indicações nos comentários! Beijos 😘 😘

Descubra: Gravity Falls.

Olá pessoal! 🐱

A semana passada foi tensa, pois tive prova da faculdade, aí eu fico uma pilha de nervos pela semana toda, tentando estudar. Porém, eu quase sempre deixo tudo para o último dia mesmo 😆

Na minha semana de prova eu criei uma regra interna: não assistir filme ou série durante o período de estudo, pois eu tenho um leve déficit de atenção – e isso de ficar assistindo algo todo dia só complica. Mais no lugar do post de “Last Week Plays” quero apresentar a resenha de uma animação maravilhosa que terminei recentemente: Gravity Falls.

gravity falls disney

No Brasil intitulada como Gravity Falls – Um Verão de Mistérios, é uma série animada da Disney que conta e acompanha as histórias de verão dos irmãos gêmeos Dipper e Mabel Pines, quando seus pais os enviam para ficarem com seu tio-avô Stan em Gravity Falls, Oregon. O problema é que eles começam a notar e presenciar muitas coisas estranhas, como monstros e tantas outras criaturas inexplicáveis na cidade.

Entre aventuras, enigmas e muita confusão, eles trabalham para seu tio-avô na Cabana do Mistério, junto com Soos e Wendy (por quem Dipper se apaixona) e dividem seu tempo também tentando desvendar toda a magia da cidade e de um diário maluco.

GRAVITY FALLS - "Gideon Rises" - (DISNEY CHANNEL) MABEL, DIPPER

Dipper é muito curioso, esperto e quase sempre possui um plano para salvar todos dos desastres de Gravity Falls. Mabel é cheia de energia e otimismo… ela é minha alma gêmea, na verdade ❤️ Adora todos animais, sempre sorrindo e fazendo graça e outras coisas fofas, ela possui uma coleção imensa de suéter com todas as estampas imagináveis. Ela é a minha personagem favorita de todas as animações que já assisti, sem dúvida!

gravity_8

O Waddles é o porquinho de estimação da Mabel e eles são um grude só! Não tem como não se apaixonar por essa dupla.
O Waddles é o porquinho de estimação da Mabel e eles são um grude só! Não tem como não se apaixonar por essa dupla.

O esperto e trapaceiro, tio-avô Stan é o dono da Cabana do Mistério e vive inventando armadilhas para atrair mais turistas, porém na segunda temporada da série, começamos a descobrir realmente o passado dele e alimentar ainda mais a curiosidade por respostas desse local tão misterioso.

A animação foi produzida pela Disney, porém não considero ela como um desenho de crianças. Ela tem uma história a ser seguida como uma série, que um episódio se conecta a outro, cheia de detalhes que quem assistiu na sequência vai entender  😉

A série está disponível na Netflix, com as duas temporadas completas totalizando 40 episódios. Eu e meu namorado assistimos super rápido, com uma média de 2 a 3 episódios por dia e no fim, ficamos querendo mais episódios pois realmente nos conquistou 😍

  • Quais séries vocês assistiram/assistem no Netflix? Me passem indicações nos comentários, pessoal!

Beijos e uma ótima semana ❤️

 

you're ugly too resenha

Last Week Plays: Consumed, The Monster of Mangatiti, etc.

Olá, gente linda 😃

Assisti uns filmes bem bacanas na semana passada e não poderia deixar de passar aqui pra vocês. Vamos para a listinha:

Sinopse: "Investigação de uma mãe sobre a doença de seu filho a leva para o mundo dos alimentos geneticamente modificados."
Sinopse: “Investigação de uma mãe sobre a doença de seu filho a leva para o mundo dos alimentos geneticamente modificados.”

Opiniões/Críticas: Eu gosto muito de assistir filmes e documentários com o tema de comida em relação a prevenção do que estamos realmente comendo, vegetarianismo, veganismo, etc. Consumed trouxe um mundo diferente para mim, pois nunca tive muito conhecimento em relação a alimentos geneticamente modificados e traz uma mensagem forte e até angustiante sobre o mundo dos rótulos e de que na grande maioria das vezes não sabemos o que estamos ingerindo. No Brasil existe essa lei relacionada a rótulos de alimentos e ingredientes: “Lei de Biossegurança (11.105/2005), que estabelece, em seu artigo 40: “Os alimentos e ingredientes alimentares destinados ao consumo humano ou animal que contenham ou sejam produzidos a partir de OGM [organismos geneticamente modificados] ou derivados deverão conter informação nesse sentido em seus rótulos, conforme regulamento” – porém nem tudo funciona da maneira correta e há várias discussões e tentativas de manipulação dessa lei (para favorecer empresas, claro). Enfim, o filme é muito bom, gente, vale a pena! Está disponível na Netflix!

Nota: nota-8

filme The Monster of Mangatiti
Sinopse: “Ao 19 anos de idade Heather Walsh aceita um emprego em uma fazenda no Vale do Mangatiti, mais ela não tem idéia que o paraíso vai se tornar um pesadelo. Esta história verdadeira que se passa na Nova Zelândia fala da terrível provação de Heather.”

Opiniões/Críticas: Uma escolha sábia do meu irmão para assistir no domingo, acabou trazendo essa história real emocionante para a minha vida. Senti um sofrimento enorme ao assistir os relatos de Heather… como se a vida de uma pessoa fosse sugada e a partir daqueles acontecimentos. Não posso dizer que a decisão dela foi errada, ao aceitar um emprego em um local distante pois isso é similar a um intercâmbio, mais eu não preciso explicar as decisões da Heather pois ela estava apenas tentando viver a vida de uma maneira adulta, com novas aventuras o que é perfeitamente normal. Porém, o que acontece com ela durante alguns meses de sua vida foi devastador, quase que inacreditável. Deixei vocês na curiosidade? O filme está disponível na Netflix, vale super a pena conferir.

Nota: nota-8

sinopse Joe
Sinopse: “Joe Ransom (Nicolas Cage) é um ex presidiário que vive preso ao passado. Afundado na bebida e amargurado com a vida, ele começa a trabalhar em uma madeireira durante o dia, procurando uma vida simples. Durante seu período de trabalho, ele encontra com Gary (Tye Sheridan), um jovem de 15 anos, que procura trabalho desesperadamente para conseguir sustentar sua família, e cujo pai é alcóolatra. Joe decide proteger e cuidar do menino, oferecendo-o um trabalho.”

Opiniões/Críticas: Palmas para um filme do Nicolas Cage que não lida com coisas paranormais ou fora de qualquer contexto da nossa imaginação 👏👏👏 Não fiquem chateados, mais eu meio que detesto os filmes do Nicolas pois tem temas nonsenses extremos (que nem tem graça). Em Joe, pude notar a boa atuação dele como um cara valentão e problemático – e posso dizer que ele conseguiu uma boa performance. É impossível não criar empatia por essa história de luta e superação do jovem Gary.

Nota: nota-7

resenha yves saint laurent 2014
Sinopse: “Paris, 1957. Com apenas 21 anos, Yves Saint Laurent (Pierre Niney) é chamado para se encarregar do futuro da prestigiosa grife de alta costura fundada por Christian Dior, falecido recentemente. Depois de seu primeiro desfile triunfal, ele vai conhecer Pierre Bergé (Guillaume Gallienne) e este encontro irá abalar sua vida. Amantes e parceiros de trabalho, os dois se associam a fim de criar a grife Yves Saint Laurent. Apesar de suas obsessões e demônios interiores, Saint Laurent vai revolucionar o mundo da moda com sua abordagem moderna e iconoclasta.”

Opiniões/Críticas: Visual do filme é bacana e entrar nessa cena da moda e toda a história envolvendo um nome tão importante é legal também – pois a gente gosta das modinhas mais nem sabe como essas coisas realmente nasceram né 😅 Porém teve cenas que achei que poderiam ser descartadas por não apresentar diferença ou trazer algo necessário para nosso conhecimento. Assim como MUITOS e MUITOS artistas, músicos, atores, etc com Yves não foi muito diferente: teve distúrbios mentais e muita droga envolvida, haha.

Nota: nota-5

you're ugly too resenha
Sinopse: “Após a morte de sua mãe, Stacey (Lauren Kinsella) muda-se com seu tio Will (Aidan Gillen) para uma região remota da Irlanda. Como os dois cautelosamente começam a conhecer um ao outro, eles têm de lidar com as sombras escuras do passado. Um personagem astuto conduzido na necessidade de recuperar o equilíbrio e se libertar, contado com uma boa dose de humor irlandês.”

Opiniões/Críticas: 🇮🇪 Filme irlandês na área 🇮🇪 Pra quem está indo pra lá ou tem curiosidade de ouvir o sotaque deles esse filme é ótimo 😉 #fikdik

Como já falei algumas vezes aqui, os filmes europeus tem me surpreendido muito e positivamente. No gênero drama, os atores e atrizes de lá tem atuado de maneira minimalista e nos envolvendo em todo o enredo, fazendo com que a gente sinta algo durante a experiência de conhecer as histórias fictícias ou reais. Sem contar que eu amo os lugares filmados em qualquer lugar da Europa (porque eu sou fã da Europa e pronto, me deixa ✋).

Nota: nota-7

  • Músicas que ficaram no play/repeat 🎵

vocês já viram a quantidade de caras gatos nesse clipe novo da Britney? imperdível 💗

  • Me contem nos comentários tudo que vocês andaram “curtindo” nas últimas semanas! 

Beijo 💋

Eu Sou as Escolhas que Faço – Elle Luna + Editora Sextante.

Olá 😊 Como vocês estão?

Junto da parceria com a Editora Sextante, trago aqui mais uma resenha literária!

O livro da vez é “Eu Sou as Escolhas que Faço” escrito por Elle Luna, do gênero de autoajuda e que conquistou meu coração ❤️

14328887_1125820867506520_1795660977_n

“Há dois caminhos na vida: o caminho da segurança e o da paixão. Sempre encontramos essa encruzilhada. E, todos os dias, fazemos uma escolha.”

O livro trata-se, basicamente, sobre criar um novo futuro para você colocando em base a sua paixão – não importa qual ela seja. O livro se divide em 4 partes, contando a história pessoal de Elle e a partir disso, diversos conselhos, frases inspiradoras e ilustrações maravilhosas 😍

14355849_1125820837506523_813262233_n

Esse livro foi meu recorde de leitura: “devorei” em uma semana! É uma leitura rápida pois várias páginas possuem ilustrações ou frases grandes, que torna a leitura mais dinâmica e diferenciada né?!

O que mais me fez gostar do livro foi a simplicidade em escolher os caminhos da nossa paixão, pois muitas vezes começar a trabalhar ou nos envolver de alguma maneira com aquilo que a gente ama não é tão difícil assim: é questão de deixar a zona de conforto de lado e se jogar em uma nova área. Eu passo por essa experiência, já que deixei de lado trabalhos em área comercial (que era onde eu tinha experiência mais não tinha paixão) e mergulhei no mundo de ser professora e de uma das matérias que eu sempre fui apaixonada que é inglês 🇺🇸 ❤️ 🇬🇧

14341508_1125820857506521_1996267518_n

14331093_1125820864173187_1743747900_n

A vida da Elle Luna parece ser aquele estilo de filme pois ela é designer, pintora e escritora. Ela ajudou no desenvolvimento de sites e aplicativos super famosos, como Mailbox e Uber. E ela também faz palestras pelo mundo todo, compartilhando a história que motivou esse livro.

Meu conselho é: adquira o livro e se encante com o mundo ilustrado e totalmente inspirador da Elle. Você pode achar que está no lugar certo ou já colocou na cabeça que seu sonho não vai se realizar, mais sabemos que é difícil deixar os velhos hábitos. Se aventure nas suas próximas escolhas na vida 😉

14365283_1125820804173193_783615235_n

Você tem algum livro inspirador para indicar? Aguardo as sugestões de vocês nos comentários!

Beijão 💙

Last Week Plays: The Sixth Sense, Dreams e muito mais!

Boa tarde, pessoal 😀

Na semana passada não rolou muitos filmes, já que era semana de prova na faculdade e eu tento não assistir pra não ficar tão desconexa dos conteúdos, haha. Mais eu consigo burlar minhas próprias regras, então assisti 3 filmes que foram:

Sinopse: "O psicólogo infantil Malcolm Crowe (Bruce Willis) abraça com dedicação o caso de Cole Sear (Haley Joel Osment). O garoto, de 8 anos, tem dificuldades de entrosamento no colégio e vive paralisado de medo. Malcolm, por sua vez, busca se recuperar de um trauma sofrido anos antes, quando um de seus pacientes se suicidou na sua frente."
Sinopse: “O psicólogo infantil Malcolm Crowe (Bruce Willis) abraça com dedicação o caso de Cole Sear (Haley Joel Osment). O garoto, de 8 anos, tem dificuldades de entrosamento no colégio e vive paralisado de medo. Malcolm, por sua vez, busca se recuperar de um trauma sofrido anos antes, quando um de seus pacientes se suicidou na sua frente.”

Opiniões/Críticas: Uma das primeiras coisas que me pergunto quando assisto a filmes clássicos é: Por que não assisti antes? O Sexto Sentido sempre foi um filme que tive muita curiosidade em assistir porém o medo me impedia, haha (confesso mesmo). Para a época com certeza foi um grande marco para o gênero de suspense – e ainda é atualmente – porém temos filmes mais fortes e assustadores, então consegui assistir de boa 😉 Vale a pena deixar o medo de lado e se jogar nesse filme maravilhoso, com uma super atuação de Haley Joel Osment e do Bruce Willis.

Nota: nota 9

Sinopse: "São oito segmentos. No primeiro, “A Raposa”, uma criança é avisada pela mãe que não deveria ir à floresta quando há chuva e sol, pois é a época do acasalamento das raposas, que gostam de serem observadas, mas ele desobedece os conselhos e observa as raposas, atrás de uma árvore. Ao retornar para casa sua mãe não o deixa entrar e lhe entrega um punhal, dizendo que como ele havia contrariado a raposa ele deveria se matar, mas ela sugere algo que pode remediar a situação. Na segunda, “O Jardim dos Pessegueiros”, o irmão mais novo de uma família, ao servir chá para as irmãs, depara com uma moça que foge. Indo ao seu encalço, nota que ela é uma boneca e depara com os pessegueiros da sua casa totalmente cortados, restando só tocos. Os espíritos dos pessegueiros surgem para ele e, em uma dança melancólica, dizem que as bonecas são colocadas para enfeitar e festejar a florada dos pessegueiros, mas como eles não mais existem naquela casa não fazia sentido a presença das bonecas. Na terceira, “A Nevasca”, o líder de uma expedição, junto com seu grupo, se vê em meio a uma nevasca. Eles sucumbem a nevasca, mas repentinamente surge uma linda mulher que envolve o líder com uma echarpe prata. Ele percebe que ela é a morte, que se transforma em uma horrenda figura, então ele vê que está próximo do acampamento e tenta acordar os companheiros, mas não consegue. Ouve então, uma corneta, indicando que o acampamento está mais próximo do que imagina. No quarto, “O Túnel”, ao entrar em um túnel o capitão de um exército é surpreendido por um cão, que ladra para ele. Atravessa então o túnel em curtos passos. Na saída ouve alguém a caminhar e depara com um dos seus soldados morto em combate, que pensa não estar morto. No quinto conto, “Corvos”, um jovem pintor, ao observar as pinturas de Van Gogh, entra dentro dos quadros e se encontra com o pintor, que indaga por qual razão ele não está pintando se a paisagem é incrível, pois isto o motiva a pintar de forma frenética. No sexto conto, “Monte Fuji em Vermelho”, o Fuji entra em erupção ao mesmo tempo ocorre um incêndio em uma usina nuclear, provocado por falha humana. É desprendida no ar uma nuvem de radiação. Um homem relata ser um dos responsáveis pela tragédia e diz preferir a morte rápida de um afogamento à lenta provocada pela radiação. No sétimo, “O Demônio Chorão”, ao caminhar um viajante encontra um demônio, que lamenta ter sido um homem ganancioso e, como muitos, transformou a terra em um lastimável depósito de resíduos venenosos. No último, “Povoado dos Moinhos”, um viajante chega à um lugarejo conhecido por muitos como Povoado dos Moinhos. Lá não há energia elétrica e tampouco urbanização. Um idoso, ao ser indagado, relata que os inventos tornam as pessoas infelizes e que o importante para se ter uma boa vida é ser puro e ter água limpa."
Sinopse: “São oito segmentos. No primeiro, “A Raposa”, uma criança é avisada pela mãe que não deveria ir à floresta quando há chuva e sol, pois é a época do acasalamento das raposas, que gostam de serem observadas, mas ele desobedece os conselhos e observa as raposas, atrás de uma árvore. Ao retornar para casa sua mãe não o deixa entrar e lhe entrega um punhal, dizendo que como ele havia contrariado a raposa ele deveria se matar, mas ela sugere algo que pode remediar a situação.
Na segunda, “O Jardim dos Pessegueiros”, o irmão mais novo de uma família, ao servir chá para as irmãs, depara com uma moça que foge. Indo ao seu encalço, nota que ela é uma boneca e depara com os pessegueiros da sua casa totalmente cortados, restando só tocos. Os espíritos dos pessegueiros surgem para ele e, em uma dança melancólica, dizem que as bonecas são colocadas para enfeitar e festejar a florada dos pessegueiros, mas como eles não mais existem naquela casa não fazia sentido a presença das bonecas.
Na terceira, “A Nevasca”, o líder de uma expedição, junto com seu grupo, se vê em meio a uma nevasca. Eles sucumbem a nevasca, mas repentinamente surge uma linda mulher que envolve o líder com uma echarpe prata. Ele percebe que ela é a morte, que se transforma em uma horrenda figura, então ele vê que está próximo do acampamento e tenta acordar os companheiros, mas não consegue. Ouve então, uma corneta, indicando que o acampamento está mais próximo do que imagina.
No quarto, “O Túnel”, ao entrar em um túnel o capitão de um exército é surpreendido por um cão, que ladra para ele. Atravessa então o túnel em curtos passos. Na saída ouve alguém a caminhar e depara com um dos seus soldados morto em combate, que pensa não estar morto.
No quinto conto, “Corvos”, um jovem pintor, ao observar as pinturas de Van Gogh, entra dentro dos quadros e se encontra com o pintor, que indaga por qual razão ele não está pintando se a paisagem é incrível, pois isto o motiva a pintar de forma frenética.
No sexto conto, “Monte Fuji em Vermelho”, o Fuji entra em erupção ao mesmo tempo ocorre um incêndio em uma usina nuclear, provocado por falha humana. É desprendida no ar uma nuvem de radiação. Um homem relata ser um dos responsáveis pela tragédia e diz preferir a morte rápida de um afogamento à lenta provocada pela radiação.
No sétimo, “O Demônio Chorão”, ao caminhar um viajante encontra um demônio, que lamenta ter sido um homem ganancioso e, como muitos, transformou a terra em um lastimável depósito de resíduos venenosos.
No último, “Povoado dos Moinhos”, um viajante chega à um lugarejo conhecido por muitos como Povoado dos Moinhos. Lá não há energia elétrica e tampouco urbanização. Um idoso, ao ser indagado, relata que os inventos tornam as pessoas infelizes e que o importante para se ter uma boa vida é ser puro e ter água limpa.”

Opiniões/Críticas: Como a sinopse já se tornou auto explicativa e facilitou toda a complicada situação de expor esse filme em palavras, vamos aos meus sentimentos (que foram muitos): eu estive atrás desse filme por um longo tempo porque no site do Filmow ele tem só comentários positivos sobre a complexidade dessa obra, ai fiquei com uma curiosidade gigante! Consegui achar um link torrent do filme e legenda correta porém ao assistir me decepcionei bastante… O filme não conseguiu me tocar do jeito que foi com quase toda a população brasileira, hahaha. Viagem e conteúdo nonsense total! Acredito que para os asiáticos fez mais sentido, já que envolve bastante coisas da cultura e das crenças deles. O único conto que gostei um pouco foi o “Corvos” com as lindas paisagens das pinturas de Van Gogh.

Para ler os comentários do filme no Filmow clique aqui.

Nota: nota2 

Sinopse: "Washington, 2054. O assassinato foi banido, pois há a divisão pré-crime, um setor da polícia onde futuro é visualizado através de paranormais, os precogs, e o culpado é punido antes do crime ter sido cometido. Quando os três precogs, que só trabalham juntos e flutuam conectados em um tanque de fluido nutriente, têm uma visão, o nome da vítima aparece escrito em uma pequena esfera e em outra esfera está o nome do culpado. Também surgem imagens do crime e a hora exata em que acontecerá. Estas informações são fornecidas para um elite de policiais, que tentam descobrir onde será o assassinato, mas há um dilema: se alguém é preso antes de cometer o crime pode esta pessoa ser acusada de assassinato, pois o que motivou sua prisão nunca aconteceu? O líder da equipe de policiais é John Anderton (Tom Cruise), que perdeu o filho há seis anos atrás em virtude de um criminoso que o seqüestrou. O desaparecimento da criança o fez se viciar em drogas e ainda continua dependente, mas isto não o impede de ser o policial mais atuante na divisão pré-crime. Porém algo muda totalmente sua vida quando vê, através dos precogs, que matará um desconhecido em menos de trinta e seis horas. A confiança que Anderton tinha no sistema rapidamente se perde e John segue uma pequena pista, que pode ser a chave da sua inocência: um estranho caso que não foi solucionado e há um "relatório menor", uma documentação de um dos raros eventos no qual o que um precog viu é diferente dos outros. Mas apurar isto não é uma tarefa fácil, pois a divisão pré-crime já descobriu que John Anderton cometerá um assassinato e todos os policiais que trabalhavam com ele tentam agora capturá-lo."
Sinopse: “Washington, 2054. O assassinato foi banido, pois há a divisão pré-crime, um setor da polícia onde futuro é visualizado através de paranormais, os precogs, e o culpado é punido antes do crime ter sido cometido. Quando os três precogs, que só trabalham juntos e flutuam conectados em um tanque de fluido nutriente, têm uma visão, o nome da vítima aparece escrito em uma pequena esfera e em outra esfera está o nome do culpado. Também surgem imagens do crime e a hora exata em que acontecerá. Estas informações são fornecidas para um elite de policiais, que tentam descobrir onde será o assassinato, mas há um dilema: se alguém é preso antes de cometer o crime pode esta pessoa ser acusada de assassinato, pois o que motivou sua prisão nunca aconteceu? O líder da equipe de policiais é John Anderton (Tom Cruise), que perdeu o filho há seis anos atrás em virtude de um criminoso que o sequestrou. O desaparecimento da criança o fez se viciar em drogas e ainda continua dependente, mas isto não o impede de ser o policial mais atuante na divisão pré-crime. Porém algo muda totalmente sua vida quando vê, através dos precogs, que matará um desconhecido em menos de trinta e seis horas. A confiança que Anderton tinha no sistema rapidamente se perde e John segue uma pequena pista, que pode ser a chave da sua inocência: um estranho caso que não foi solucionado e há um “relatório menor”, uma documentação de um dos raros eventos no qual o que um precog viu é diferente dos outros. Mas apurar isto não é uma tarefa fácil, pois a divisão pré-crime já descobriu que John Anderton cometerá um assassinato e todos os policiais que trabalhavam com ele tentam agora capturá-lo.”

Opiniões/Críticas: Achei o enredo do filme me interessante e convidativo, mas peca bastante nas atuações e em algumas situações que ficaram forçadas. Não que os atores sejam ruins, eu gosto muito da maioria dos filmes e atuações do Tom Cruise, porém tem situações que acontecem no filme que não acrescentaram nada. Principalmente nas partes de mais ação, correria e tensão… ficou tudo bem boring. Poderiam ter investido mais em deixar a trama mais triste e dramática.

Nota: nota 8

  • Músicas que ficaram no play/repeat – Essa semana estava no clima de throwback time 😁 :

  • E como lidar com o fato de estar totalmente viciada no Carpool Karaoke do programa The Late Late Show with James Corden? :

Gente, Adele é uma pessoinha incrível, não é? 😍 Todos os outros “episódios” estão na sugestão desse vídeo, é só dar o play e conhecer um pouco mais dos nossos famosos queridinhos. O karaoke com a Sia é super divertido também!

  • Follow da semana no Instagram:

@_beccafrances – Estilosa com uma pitada gótica, com make/hair maravilhosos e fotos de gatíneos 😍

Sem título

 

  •  O que vocês andaram curtindo nas últimas semanas? Me contem tudo nos comentários, pessoal!

Beijoooos ❤️

Last Week Plays: The Boy Next Door, Oblivion e muito mais!

OLÁ! 😀

Só quero deixar registrado aqui que juntei a semana retrasada com a semana passada nesse resumão aqui ok ?! Não consegui conciliar o blog, mais o fato maior é que nem assisti muitos filmes nas últimas semanas, principalmente por causa da Olimpíadas que aproveitei para assistir 🙂 Porém, tem bastante filme mesmo assim, haha:

the boy next door
Sinopse: “Uma mulher divorciada (Jennifer Lopez) se envolve romanticamente com o vizinho adolescente (Ryan Guzman) e o relacionamento gera consequências inimagináveis quando o rapaz se mostra obcecado e inconsequente.”

Opiniões/críticas: Bom, vocês já devem imaginar como um filme da J-Lo de suspense deve ser né? Bem mamão com açúcar mesmo! Mais você deve se perguntar: “Nossa, se a Débora sabia que o filme dela seria assim, por que assistiu?” Eu também me pergunto isso as vezes… Mais foi aquele filme que da “hora da preguiça”: já na cama quando a gente quer assistir qualquer coisa pra esperar o sono chegar. Apenas abri o Stremio e fui no chutômetro para escolher qualquer coisa. As cenas de ação/suspense são exageradas e acontecem coisas bem nonsenses, as únicas partes legais foram mais no início da trama com o desenrolar da paixãozinha da personagem da Jennifer Lopez pelo vizinho. E só.

Nota: nota 4

oblivion
Sinopse: “Jack Harper (Tom Cruise) é um solitário técnico de equipamentos de segurança no desolado e semidestruído planeta Terra. Quando ele salva uma bela desconhecida de uma nave espacial que caiu, esse encontro deflagra uma sucessão de eventos que o fazem questionar tudo o que sabe, deixando o destino da humanidade em suas mãos.”

Opiniões/Críticas: Já fazia um bom tempo que estava curiosa em relação a esse filme, que me chamava atenção pela capa e os efeitos bacanas que usaram mais ainda assim não foi uma experiência positiva. O roteiro é fraquíssimo – comparado com o potencial que poderia ter tido. “Clichê” não seria o adjetivo para descrevê-lo mais sim “Hollywoodiano” (essa expressão existe né, pessoal?! haha)

Nota: nota 4

the usual suspects
Sinopse: “Após uma explosão no cais, a polícia contabiliza 27 corpos e há apenas duas testemunhas: um húngaro em estado crítico e um conhecido ladrão, que é portador de um defeito físico, testemunhou o ocorrido no cais e saiu completamente ileso. Quando os dois dão seus depoimentos, fica clara a participação de Keyser Soze, um húngaro misterioso e impiedoso, como o homem que foi o mentor intelectual de um golpe contra um grupo de traficantes de drogas da Argentina. O prêmio pelos sobreviventes que desapareceram foi estipulado em 91 milhões de dólares e o delegado encarregado das investigações acha que falta algo no caso, que crie um elo que possa ser possível saber quem é Keyser Soze.”

Opiniões/Críticas: Algumas explicações pessoais sobre esse filme: se você procurar por melhores filmes dos anos 90 você, com certeza, encontrará “The Usual Suspects” já que ele foi filmado com um desenrolar revolucionário para a época de lançamento. As atuações são ótimas, principalmente a de Kevin Spacey, mais gente – sério: esse não é o melhor filme dele! Eu vejo só esse tipo de comentário em relação ao filme: “Melhor atuação de Kevin da história e blábláblá”. Confesso que achei o desenrolar da trama bem entediante e o que me deixou satisfeita foi só o final já que amo filmes com plot twists 💙

Para rever essa de melhor atuação do Kevin Spacey assistam: The Life of David Gale – e depois voltamos a conversar melhor 😉

Nota: nota 7

keanu
Sinopse: “Dois amigos levam uma vida tranquila e sem grandes surpresas até que o gato de um deles é roubado. Em busca do plano perfeito para recuperar o animal, os dois decidem se passar por traficantes, membros de uma gangue de rua perigosa, embarcando em uma louca jornada atrás do gato.”

Opiniões/Críticas: Saiu um filme de gatíneo fofíneo e vocês acham que eu não assistiria? É CLARO QUE EU ASSISTI NÉ ❤️

Apesar de ser um gênero que dificilmente procuro em filmes (comédia) eu baixei esse porque sabia que eu me apaixonaria por Keanu, o gatinho de um traficante que é simplesmente um amorzinho!! E por incrível que pareça o filme é engraçado, os atores principais são ótimos e super convincentes pra esse gênero. Uma ótima dica de filme para assistir com os amigos e dar boas risadas 😁

Nota: nota 7

Sinopse: "Filme conta a história de um homem que acaba de ser libertado após quatro anos de prisão. Sua esperança de ter paz é abalada quando seu irmão mais novo é brutalmente assassinado e ele decide buscar vingança."
Sinopse: “Filme conta a história de um homem que acaba de ser libertado após quatro anos de prisão. Sua esperança de ter paz é abalada quando seu irmão mais novo é brutalmente assassinado e ele decide buscar vingança.”

Opiniões/Críticas: Como se trata de uma história de vingança não pode fugir dos princípios básicos em certas cenas, mais os destaques vão para: o meu ator favorito do coração Christian Bale ❤️ e Woody Harrelson (que também arrebenta em seus personagens). Através da grande atuação de Bale eu consegui sentir muito o drama de toda sua história pessoal e familiar, ele sempre arrasa nos dramas, sério!! O legal é que o filme não tem coisas fora da realidade que muitos do estilo “vingança” tem, tipo: lutas que o principal nunca se machuca com tiroteios e armamento de exército. E um dos produtores do filme é ninguém menos que Leonardo DiCaprio 😍

Nota: nota 8

Sinopse: "Abril de 1945. Enquanto os Aliados fazem sua incursão final na guerra pela Europa, um sargento do exército endurecido pela guerra chamado Wardaddy (Brad Pitt) é responsável pelo comando de um tanque Sherman e uma equipe com cinco homens em uma missão mortal atrás das linhas inimigas. Em menor número, com pouco armamento, e lidando com um soldado novato em seu esquadrão, Wardaddy e seus homens encaram inúmeras adversidades em suas tentativas heróicas de atacar o coração da Alemanha nazista."
Sinopse: “Abril de 1945. Enquanto os Aliados fazem sua incursão final na guerra pela Europa, um sargento do exército endurecido pela guerra chamado Wardaddy (Brad Pitt) é responsável pelo comando de um tanque Sherman e uma equipe com cinco homens em uma missão mortal atrás das linhas inimigas. Em menor número, com pouco armamento, e lidando com um soldado novato em seu esquadrão, Wardaddy e seus homens encaram inúmeras adversidades em suas tentativas heroicas de atacar o coração da Alemanha nazista.”

Opiniões/Críticas: Esse filme foi o contrário do que aconteceu com “The Usual Suspects”: gostei de todo o desenrolar da trama e decepcionou um pouco no final… Quem assistiu o filme sabe que aquilo jamais aconteceria durante a Segunda Guerra Mundial. A atuação de Brad Pitt foi a melhor entre todos – ele possui uma experiência notável para falar alemão, né?! Não curti a atuação do Logan Lerman (na realidade eu acho todas as atuações dele fraquíssimas) e eu não suporto o Jon Bernthal – ele tem um papel idiota nesse filme mais esse meu ódio por ele iniciou com The Walking Dead 😞

Nota: nota 7

  • Músicas que ficaram no play/repeat:

  • Vídeo extra: Garota imitando todos os 150 pokémons da primeira geração… Pessoal, não deixem esse vídeo morrer porque é simplesmente incrível 😀

  • Especial: Link da semana

Na semana passada um blog da minha cidade de assuntos variados como eventos, restaurantes e notícias no geral postou uma matéria sobre novos talentos e imagina quem apareceu por lá? O blog 7 Vidas Felinas ❤️❤️❤️ Quando recebi a marcação da postagem no facebook e li a matéria confesso que fiquei cheia de lágrimas nos olhos, muito emocionada mesmo! O blog nunca foi citado em um local de grande visibilidade assim e foi tudo por acaso mesmo! Vou deixar o link para vocês visitarem e conhecerem um pouco de tudo que a minha cidade tem: CLIQUE AQUI PARA LER A MATÉRIA.

  • Me contem nos comentários o que vocês assistiram e ouviram nas últimas semanas! Deixem sugestões caso tenham também! Beijoooos ❤️ 

 

 

 

 

Isso Me Traz Alegria – Marie Kondo + Editora Sextante

IMG_7227

olá olá pessoal 😀

Para a resenha literária de hoje vou trazer um livro muito bacana e diferente. Recebi vários pedidos de resenha quando postei a foto dele nas redes sociais também que é: Isso Me Traz Alegria da Marie Kondo.

O livro de auto-ajuda da mestre japonesa de arrumação que chegou ao Brasil com a maravilhosa Editora Sextante e conquistou meu coração 🙂

Já no prefácio do livro, Marie começa com revelações honestas e diretas: “A vida só começa, de fato, depois que você organiza sua casa. Esta é a razão de eu ter dedicado grande parte da minha existência ao estudo da arrumação. Quero ajudar o máximo de pessoas possível a se organizar de uma vez por todas.”

E logo após ela inicia explicando toda a base de suas teorias de arrumação e aí que começou a me conquistar: tudo se baseia na alegria. Acredito que não só eu, como muitos de vocês que leem essa resenha, pensaram: ah, que besteira, tudo na minha casa me deixa feliz e são todas coisas que realmente uso.

Você tem certeza disso?

IMG_7229

Outro ponto importante do método Kondo é se livrar daquilo que não te traz mais alegria. Você não pode deixar um item apenas por ter dó ou medo de se livrar, pois acha que ainda vai usá-lo no futuro… A realidade é: se você não o usou até hoje a grande probabilidade é que nunca vai usar.

Uma dica valiosa (que mostra nessas ilustrações fofíssimas da foto acima) é abraçar o item que você ficou em dúvida de tirar de sua casa, tentar captar sua essência… Se o item fizer seu coração palpitar, te trazer uma espontânea alegria: fique com ele, sem medo. Nós temos que nos manter rodeados de coisas que transmitam sentimentos assim!

Neste livro você encontra dicas para todas as partes de sua casa, mesmo quem possua um sótão, porão, garagem, closet, home office, etc. Muitas pessoas acham que a sua casa é um caso único de bagunça e desorganização, mais acredito que a probabilidade de ter pessoas em situações piores é grande. Marie também passa “lições” de como dobrar todo tipo de roupa – ensina até como dobrar sacolas plásticas que mantemos muitas vezes abertas, ocupando um grande espaço:

IMG_7228

Outra dica que aprendi a partir dele foi: colocar a vista os itens que você sente alegria. Eu sempre mantinha guardado dentro do armário do banheiro meus cremes e hidratantes, porém eu amo eles e lá, nos lugares que nem sempre vejo, eles acabavam ficando esquecidos… Depois do livro, montei ao lado da piá do banheiro, com um pequeno organizador um local cheio dos creminhos que eu tanto gosto! Toda vez que eu passo lá fico com vontade de cuidar mais de mim, sabe? 😀

Pode ser algum item meio bobo, mais se te faz feliz, por que não olhar pra ele todos os dias e irradiar esse sentimento?

Meu resumo para o livro é: Uma leitura leve, tranquila mais que te envolve de sentimentos bons e maduros. Faz você criar um amor maior por sua casa, suas coisas e ter orgulho de conquistar aquilo e fazer um refúgio aconchegante e organizado, claro 🙂

  • Vocês já leram algum livro da Marie Kondo? Quais foram suas impressões? Deixem suas opiniões nos comentários!

grande beijo 💜

 

Last Week Plays: Batman: The Killing Joke e muito mais!

Olá pessoal!

A semana que passou foi recheada de “plays” bacanas pois estive de férias do trabalho e da faculdade também… porém eu estava gripada e não tive muitas outras opções de lazer do que o combo de cobertas + filmes! Vou fazer um resumão por cima dos filmes que assisti e algumas outras coisinhas que deixei para compartilhar com vocês 😉

  • Filmes assistidos:
batman
Sinopse: “Um dia ruim. É apenas isso que separa o homem são da loucura. Pelo menos segundo o Coringa, um dos maiores e mais conhecidos vilões dos quadrinhos. E ele quer provar seu ponto de vista enlouquecendo ninguém menos que o maior aliado de seu grande inimigo: o comissário Gordon. Cabe ao Cavaleiro das Trevas impedi-lo.”

Opinião/Críticas: Assim que saiu o trailer dessa animação, eu já fiquei super ansiosa com a volta do Batman – sem ser o Ben Affleck (haha). Pelas minhas pesquisas, esse HQ é bem famoso e se destaca da história do Batman e não e por menos: a trama é muito bacana! Adorei ver a Batgirl lutando, com muita garra e sede de justiça e secretamente apaixonada por Bruce Wayne. O final deixou um certo vazio em mim, preciso admitir isso a vocês. Queria saber se no HQ acontece da mesma maneira, pois nessa adaptação ficou um pouco bizarro. (Se você que está lendo esse post já leu essa HQ deixa seu comentário e me conta se os finais de ambos são similares). No geral tive uma experiência bem positiva 🙂

Nota: nota 9

PicMonkey Image
Sinopse: “Após a conclusão de Uma Noite de Crime 2, o policial Barnes (Frank Grillo) se tornou o principal responsável pela segurança da senadora Charlene Roan (Elizabeth Mitchell). Em plena época de eleições, ela é uma das melhores posicionadas nas pesquisas, porque deseja eliminar de uma vez por todas a noite de crime. Mas seus planos não saem como esperado.”

Opinião/Críticas: Se você (assim como eu) já assistiu os outros filmes dessa trilogia porém quando viu a tradução do nome do filme para o português exclamou um grande WTF?? – estamos juntos nessa, amigo. Em um grande resumo posso dizer que adoro as máscaras que as pessoas usam na noite do expurgo e só isso. Nenhuma emoção além do que já imaginava e os mocinhos conseguiram executar seus planos do bem, como na grande maioria das vezes né. Eu curti bastante o primeiro filme mais o 2 e 3 caíram do conceito. Uma mistura de terror, ação e ficção científica de 2016.

Nota: nota 4

star
Sinopse: “O imperador está supervisionando a construção de uma nova Estrela da Morte. Enquanto isso, Luke Skywalker liberta Han Solo e Princesa Leia das mãos de Jaba, o pior bandido das galáxias. Luke só se tornará um cavaleiro jedi quando destruir Darth Vader, que ainda pretende atraí-lo para o lado negro da Força. No entanto, a luta entre os dois vai revelar um inesperado segredo.”

Opiniões/Críticas: Finalizei os filmes da saga Star Wars – agora resta assistir o novo – e posso dizer que fiquei bem feliz em investir meu tempo com essa história. Os meus preferidos são os três primeiros, da nova geração pelo motivo de que o Anakin era o meu personagem favorito… e eu gostava do jedis também. Quando assisti o 4 notei a grande diferença dos anos e da tecnologia e foi bem chocante passar por isso, pois nunca tinha acompanhado algo assim antes. Esse último filme é um tanto cansativo no decorrer da trama, pois quase não tem muitos diálogos, nem história, só tem a tentativa de entrar e destruir a nova construção da Estrela da Morte basicamente. Porém o final me deixou tão feliz, principalmente porque eu estava certa sobre os sentimentos que Darth Vader ainda possuia e que o Anakin faz uma pequena participação pra fechar com chave de ouro <3 Ano: 1983/ Gênero: Fantasia, Aventura e Ação.

Nota: nota 9

tomates
Sinopse: “Evelyn Couch (Kathy Bates) é uma dona de casa emocionalmente reprimida, que habitualmente afoga suas mágoas comendo doces. Ed (Gailard Srtain), o marido dela, quase não nota a existência de Evelyn. Toda semana eles vão visitar uma tia em um hospital, mas a parente nunca permite que Evelyn entre no seu quarto. Em uma ocasião, enquanto ela espera que Ed termine sua visita, Evelyn conhece Ninny Threadgoode (Jessica Tandy), uma debilitada, mas gentil senhora de 83 anos, que ama contar histórias. Através das semanas, ela faz relatos que estão centrados em duas jovens, Idgie (Mary Stuart Masterson) e Ruth Jamison (Mary-Louise Parker), que provocam a ira dos cidadãos menos tolerantes de Whistle Stop. Mas elas fazem um tomate frito que é conhecido como uma iguaria por todos da região. Assim, cativam até os mais hostis, como também a senhora Evelyn Couch, que ouve a história e a partir de então resolve mudar algumas coisas em sua vida.”

Opiniões/Críticas: Não sei porque demorei tanto para assistir esse filme! É uma coisa tão graciosa, que nem sei explicar 😀 A gente sabe muito bem e convive diariamente com a força poderosa e especial que são as amizades verdadeiras, aquelas que sabemos realmente que sempre vão nos apoiar, aconselhar, brigar quando necessário e fazer a nossa vida mais feliz e é sobre esse tipo de amizade que o filme “Tomates Verdes Fritos” se trata: companheirismo acima de preconceitos, problemas familiares, crenças e uma cidade com pessoas extremamente autoritárias e conservadoras.

Nota: nota 9

Sinopse: "O longa é centrado numa jovem garotinha, enviada para viver com seu pai e sua nova namorada, que acaba descobrindo sinistras criaturas que vivem embaixo das escadas na casa nova. Ela fica fascinada por elas, até que elas se provam perigosas. O pai, um autor frustrado pelas histórias da filha, não acredita nos tais monstros, nem depois que sua namorada passa a acreditar na garota."
Sinopse: “O longa é centrado numa jovem garotinha, enviada para viver com seu pai e sua nova namorada, que acaba descobrindo sinistras criaturas que vivem embaixo das escadas na casa nova. Ela fica fascinada por elas, até que elas se provam perigosas. O pai, um autor frustrado pelas histórias da filha, não acredita nos tais monstros, nem depois que sua namorada passa a acreditar na garota.”

Opiniões/Críticas: Obra do famoso autor Guillermo Del Toro traz uma mistura de fantasia e suspense, o que deixou uma grande frustração na maioria dos espectadores que assim como eu consideram que seja um terror infantil/juvenil. Como as criaturas da casa se alimentam de dentes de crianças, elas passam a aterrorizar todos pois precisam de alimento, mais o filme não consegue se tornar cativante, principalmente depois de revelada a face dos monstrinhos (que não metem medo algum). Talvez se uma criança assistir vai ficar com muito medo, pois tem umas partes que até eu me assustei, mais isso é só no início – depois torna-se cansativo e um tanto clichê.

Nota: nota 5

"Sinopse:

Opiniões/Críticas: Minha família curte muito o gênero Faroeste, então as vezes vocês vão encontrar esses filmes nas minhas resenhas, haha. Porém esse eu assisti com gosto pois conta com Christian Bale que é um dos meus atores favoritos <3 E o filme não decepcionou pois conta com uma trama cativante, que prende o espectador até o final – e chegando lá a gente tem uma surpresinha triste, mais tudo bem. Atuações muito boas e um cenário western clássico, Os Indomáveis fizeram meu domingo mais feliz 🙂

Nota: nota 8

  • Músicas que ficaram no play/repeat:

Vídeo extra com essa garota em imitações de 15 cantoras diferentes e ela arrebenta! Sério, assistam e vocês vão se surpreender, assim como eu:

  • Vou finalizar o post por aqui, que já ficou bem extenso né? Mais Débora, ninguém mandou você dar uma de louca e assistir tanto filme né queridinha, hahaha. O que vocês andam assistindo/escutando/lendo? Me contem nos comentários e se tiverem filmes para indicar manda também 😀

Beijão!

Last Week Plays: It’s A Wonderful Life, High-Rise, +

Olá pessoal!

Primeiramente uma pequena explicação para esse post: o intuito é toda segunda-feira (ou no máximo terça) postar resenhas objetivas (aka não enroladas) das últimas coisas que assisti/ouvi/conheci na semana anterior. Aqui vai ter de tudo um pouco: filmes, séries, músicas, livros, vídeos, documentários, links aleatórios… Enfim, vai ter conteúdo bacana semanal pra gente interagir, sendo pra vocês conhecerem e acompanharem o que assisto, indicações, bate papo nos comentários e por aí vai 🙂

Então o “Last Week Plays” que nesse contexto significa os plays da semana passada vai ter entretenimento geral! 😀

  • Últimos filmes:
felicidade não se compra
Sinopse: “Em Bedford Falls, no Natal, George Bailey (James Stewart), que sempre ajudou a todos, pensa em se suicidar saltando de uma ponte em razão das maquinações de Henry Potter (Lionel Barrymore), o homem mais rico da região. Mas tantas pessoas oram por ele que Clarence (Henry Travers), um anjo que espera há 220 anos para ganhar assas, é mandado à Terra para tentar fazer George mudar de ideia, demonstrando sua importância através de flashbacks.”

Opinião/Críticas: Como estou tentando conhecer mais da história do cinema no geral, estou assistindo a filmes antigos, considerados clássicos obrigatórios para cinéfilos. Mais não faço isso pra passar imagem nem nada, faço porque sei das obras incríveis escondidas por trás de tantos anos e mesmisses atuais. Achei no geral que “It’s A Wonderful Life” é bem sincero e tocante, sensível até para quem se emociona facilmente. Pode parecer uma história boba e simples porém com uma tremenda importância e carregadas de sábios ensinamentos. O gênero é drama do ano de 1946.

Nota: nota 8

igh rise
Sinopse: “O longa adaptará o livro futurista de J. G. Ballard publicado em 1975, sobre uma sociedade estruturada numa torre gigantesca, projetada para isolar seus moradores do mundo exterior. Porém, o que era para ser o local perfeito para viver, uma guerra entre classes acontece, recriando um novo mundo governado pelas leis da selva.”

Opinião/Críticas: O filme em si é baseado em metáforas e filosofias de como os seres humanos reagiriam e sobreviveriam através de seus instintos, ou como diz na sinopse: pelas leis da selva. Os mais fortes e ricos sempre vão dominar pois mesmo na selva há os dominantes e isso já foi algo que não me cativou. Como eu sou uma pessoa que tenta sempre pensar pelo lado de fora da caixa (imaginária) eu iria recorrer a muitos outros recursos, não somente a sexo, drogas e luxuária que é simplesmente o que as pessoas fazem nos momentos de desespero do filme. O que posso dizer é que ele tenta passar uma forte crítica social, trazer o realismo para a tela… porém, não me convenceu. O gênero é drama do ano de 2016.

Nota: nota 4

PicMonkey Image
Sinopse: “Eilis, uma jovem mulher, se muda de uma pequena cidade da Irlanda para o Brooklin em Nova Yorque, lugar no qual ela se esforça para construir uma nova vida, encontrar trabalho e seu primeiro amor no processo. Quando uma tragédia familiar a leva de volta à Irlanda, ela vive um dilema terrível: uma escolha de partir o coração entre dois homens e dois países.”

Opiniões/Críticas: Com uma fotografia belíssima, o alto da moda dos anos 50, delicadeza do primeiro amor e uma pitada da simpatia irlandesa, faz desse filme uma graça para nossos olhos. Nós todas já fomos ou ainda teremos algo da Eilis, eu por exemplo me vi no lugar dela, quando ela se mudou pra tão longe e chorava sempre que ouvia notícias da família, o famoso “homesick” que pega muitos que deixam seu país. E notei que Eilis queria de todo coração alcançar seus sonhos, família e ter uma vida completa e feliz mesmo que pra isso ela tenha que dar as costas para o que poderia acontecer na Irlanda, ficando com sua mãe e se tornando algo que ela não queria. Mais quero dizer também que a química entre a atriz Saoirse Ronan (Eilis) e Domhnall Gleeson (Jim) funcionou muito bem, melhor até que com Tony (Emory Cohen).

Nota: nota 8

  • Músicas que ficaram no play/repeat:

  • Me contem o que vocês andam assistindo e ouvindo! Quem sabe rola umas indicações também… vamos usar os comentários do blog e participar das próximas postagens, pessoal 🙂 Aguardo vocês!

Beijos <3

 

Personagens que poderiam ser meus Amigos.

Olá pessoal!

Hoje vou fazer minha primeira participação na blogagem coletiva do grupo United Blogs e posso dizer que estou super feliz de participar desse grupo em particular pois todo mundo se ajuda, troca ideias, visita suas redes sociais, tem dias específicos para diferentes tipos de divulgações e é tudo super organizado por lá 😀  As meninas são todas muito bacanas!

O tema que escolhi pra essa semana é: Personagens que poderiam ser meus amigos pois achei bem diferente e intrigante já que para ter amizade comigo tem que ter um certo tipo de perfil – bem específico por sinal, hahaha (exigente, estou apenas brincando, pessoal).

Vamos a lista dos meus bffs imaginários:

Candice-Accola-Caroline-Vampire-Diaries

Você que assisti e acompanha fielmente a série The Vampire Diaries deve pensar que estou louca considerando a Caroline como uma melhor amiga, tendo em mente que o passado dela na série era um tanto duvidoso e ela fazia umas escolhas bem idiotas, porém uma das coisas que mais me faz querer ser amiga dela é o amor por todos a sua volta, principalmente família. Quando ela perdeu a mãe fiquei muito triste e quando os acontecimentos da série fizeram com que ela e Stefan começassem uma história de amor bem fofinha fiquei encantada, até porque o Stefan é meu personagem favorito <3 O tipo de empatia dela é de sempre pensar nas pessoas que ela ama para qualquer ação, colocando realidade em quaisquer consequências a partir das catástrofes que ocorrem em Mystic Falls.

SOPHIA-BUSH-20

Outra personagem que no início da série deixava a desejar por ser uma tremenda bitch na escola mais com as últimas temporadas de One Tree Hill conquista um espaço especial no nosso coração, a Brooke passou por situações inusitadas e também tristes demais durante sua vida e ela realmente precisava de boas amigas ao seu lado… com toda certeza eu aceitaria esse cargo! Além de ter um instinto materno muito grande dentro dela, a Brooke foi bastante batalhadora para conseguir tudo que ela queria, tendo que ir contra seus próprios pais em vários momento. E ela sempre teve caras gatíssimos como namorados pra enfrentar essas barras mais nada se compara a uma bff, certo?

jennifer-lawrence-as-katniss-everdeen-in-the-hunger-games

Guerreira, honesta e cheia de atitudes radicais, a Katniss seria a amiga ideal para fazer a vida mais aventureira, com muita emoção e surpresas. Porém amiga, eu também iria ser sincera em te dizer: o Peeta não tá com nada, esquece esse boy e foca no Gale que é simplório, coração aberto e com amor sincero pra oferecer, por favor viu?!

x-men-first-class-1

O Xavier é o tipo de pessoa que todo mundo quer como amigo: atencioso, mente e coração aberto, respeita as diferenças de cada ser humano, protege seus colegas e quer fazer com que todos possam viver em harmonia… É uma pessoa que podemos levar de exemplo mesmo. Gostaria muito de ter um amigo assim, para lutarmos diariamente contra o preconceito de todas as terríveis maneiras que existem e não só para mutantes, mais entre todos nós.

Comentem abaixo quais seriam os personagens amigos de vocês, quero saber hein! 😀 E para as blogueiras que não participam do grupo, sintam-se convidadas a entrar e começar a interagir por lá!

Beijooos!

13327413_1037917052930407_3380501728927228077_n

 

 

Resenha Literária: Trama – Michael Jensen e David Powers King

Olá pessoal 😀

Vocês lembram que postei, loucamente, em todas as minhas redes sociais sobre meu primeiro livro recebido da parceira Editora Arqueiro? Porém com tudo que aconteceu nas últimas semanas, como deixei um pouco explicado no post anterior, me impediu de realizar a leitura rápido, mais hoje chegou o dia de dividir essa resenha com vocês!

Vou adiantando: foi uma leitura bem diferente, pois não tenho costume de ter muito contato com livros de magia, era medieval e todo enredo que envolve esse gênero de fantasia. E muitas pessoas pensam que esse gênero é mais voltado para adolescentes, mais esse livro foca muito para uma leitura adulta também. O romance que possui no livro já é algo que todos nós já estamos bem mais do que acostumados, né?! 😉

13164216_1162444870483297_2672444525787977003_n
Muito amor: recebi também um bottom com a capa do livro e vários marcadores com lançamentos da editora Arqueiro.

Numa mistura com princesas, vilões, bruxas, assassinatos e outros atos cruéis, Trama te leva para o mundo mágico de Avërand! Por lá conhecemos um dos personagens principais, Nels que tinha o sonho de se tornar um cavaleiro de seu reino… porém esse sonho é drasticamente interrompido pois Nels é assassinado por um completo estranho, ai você já começa a se questionar sobre tudo no livro. O suspense sempre torna as histórias mais cativantes, que fazem com que a gente sempre leia mais um capítulo.

Nels então se transforma em um fantasma mais apenas uma pessoa, de todo o reino, consegue enxergá-lo e se comunicar com ele: a princesa Tyra. A princesa já havia passado rapidamente pela vida de Nels, mais deixou claro que não possuía nenhum tipo de interesse nele. Através dessa comunicação entre o mundo dos vivos e dos mortos, eles acabam fortalecendo uma grande conexão e partem para a grande missão de encontrar um artefato antigo.

Os personagens do livro realmente nos cativam com seus mistérios, estimulando ainda mais nossa curiosidade. Um outro ponto muito bacana do livro é o envolvimento com a tapeçaria, de que todos estão conectados através de relíquias e costuras, que fazem parte da cultura do reino de Avërand.

ps: A capa tem bastante características voltadas a costura, como: linhas e a agulha, que se encontra no meio da Trama. Sem contar que a arte da capa é linda, com a minha cor favorita <3

Quem aí já leu o livro, como foi a experiência? E pra quem ainda não leu, ficou curioso? Me contem um pouco sobre as curiosidades de vocês e qual livro está lendo no momento 😉

Beijooos!

 

Dicas de Filmes Alemães.

Olá, olá 😀

Primeiramente, vamos iniciar o post comemorando a vinda do frio: UHUUUL! E foi através desse clima maravilhoso que veio a inspiração do post, que faz a gente querer sim ficar no ócio, de pijama, cheio de cobertas, comidas delícias e o mais importante: assistindo filmes <3 Confesso que estou numa vibe de filmes europeus, sério, todos que estou assistindo estão fazendo valer a pena o play, e como alguns deles são da Alemanha eu decidi passar algumas dicas aqui, pra você que está afim de assistir algo diferente desse país em particular e em gêneros variados 🙂

  • Er Ist Wieder Da – Ele Está de Volta (2015)
376155
Sinopse: Adolf Hitler desperta no mesmo local em que ficava seu bunker há 70 anos, mas vira um fenômeno da mídia ao ser confundido com um comediante.

Filme de comédia alemão? Sim! E esse rendeu risadas, principalmente nos momentos em que Adolf começa a conhecer e ter real contato com a nossa tecnologia – tv, computador, internet, youtube – porém ele jamais consegue apagar o seu eu do passado. Ele ainda continua com a vontade de querer ganhar a guerra, se tornar o líder supremo e conquistar o mundo mais nos dias atuais as cinzas de tudo que ele fez ainda estão presentes na mente das pessoas.

  • Under Sandet – Terra de Minas (2015)
undersandetposter1
Sinopse: “Um grupo de jovens prisioneiros de guerra alemães são feitos os inimigos de uma nação, onde agora são obrigados a cavar 2 milhões de minas terrestres com as próprias mãos.”

Já quero adiantar aqui que a nacionalidade desse filme é metade alemã, metade dinamarquesa mais nem por isso quis deixar de colocá-lo nessa lista pois foi um filme que me tocou com uma história sensível, dramática e cheia de belas atuações. A situação da guerra, mesmo durante ou depois, sempre é tocante em filmes e nesse não foi diferente: garotos tendo seus braços destroçados, chamando por suas mães no meio de uma praia infestada de minas terrestres. Pra gente parar e refletir que tem todo tipo de “trabalho” nesse mundo né 🙁

  • Die Welle – A Onda (2008)
Sinopse: "Rainer Wegner, professor do ensino médio, deve ensinar seus alunos sobre autocracia. Devido ao desinteresse deles, propõe um experimento que explique na prática os mecanismos do fascismo e do poder. Wegner se denomina o líder daquele grupo, escolhe o lema - força pela disciplina - e dá ao movimento o nome de A Onda. Em pouco tempo os alunos começam a propagar o poder da unidade e ameaçar os outros. Mas é tarde demais, e A Onda já saiu de seu controle. Baseado em uma história real ocorrida na Califórnia em 1967."
Sinopse: “Rainer Wegner, professor do ensino médio, deve ensinar seus alunos sobre autocracia. Devido ao desinteresse deles, propõe um experimento que explique na prática os mecanismos do fascismo e do poder. Wegner se denomina o líder daquele grupo, escolhe o lema – força pela disciplina – e dá ao movimento o nome de A Onda. Em pouco tempo os alunos começam a propagar o poder da unidade e ameaçar os outros. Mas é tarde demais, e A Onda já saiu de seu controle. Baseado em uma história real ocorrida na Califórnia em 1967.”

Não seria indicação de filme alemão se faltasse A Onda, não é? Esse filme faz a gente passar por um mix de sentimentos, e no meu ponto de vista fez com que parasse pra pensar em como nós realmente somos influenciados a tanto na vida. Seja através dos nossos parentes, meios de comunicação, pessoas que nem conhecemos… A gente vive muito a partir da influência dos outros, não é? E quando essa influência te leva para um lado mais obscuro, te faz perder tanto da sua própria identidade, muitas vezes não tem retorno. É uma ótima pedida de filme para sala de aula, em séries que estão estudando esses assuntos em História, vai fazer todo mundo se colocar no lugar daqueles alunos.

Essas são minhas 3 indicações… E pra quem está estudando alemão e está querendo começar a ter mais certeza de pronúncias, palavras diferentes, algo que vá além dos livros a dica é: estudar através de filmes 😉

Estou pensando em fazer outras indicações, trazendo filmes de outros países e línguas… Comentem o que vocês acham desse tipo de post, pessoal!

Beijooos!

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Playlist de caminhada/corrida.

Olá pessoal!

Primeiramente quero esclarecer sobre o blog: não estou atualizando ele mais do jeito que era antes por vários motivos pessoais e por estar também correndo atrás do prejuízo na vida, haha, pois estou procurando emprego e procurando faculdade para matrícula de um curso bem específico, então o tempo está meio curto por aqui… Mais sei que vocês entendem tudo isso, só queria deixar claro mesmo 🙂

Hoje estou trazendo a minha playlist atualizada das minhas caminhadas e corridinhas… São músicas mais agitadas, bastante pop e eletrônica, pois esses são estilos que me fazem ficar com mais ânimo na hora de praticar qualquer atividade! Vamos lá:

  • Be Alright – Ariana Grande

  • Someone Who Can Dance – Icona Pop

  • NO – Meghan Trainor

  • Work from Home – Fifth Harmony feat. Ty Dolla $ign

  • Lush Life – Zara Larsson

  • Cheap Thrills – Sia feat. Sean Paul

  • Light It Up – Major Lazer

  • I Took a Pill in Ibiza – Mike Posner

  • Focus – Ariana Grande

  • L.A Love (la la) – Fergie feat. YG

Essa é a minha lista do momento, aquelas que mais estou escutando mesmo! Estou com planos de atualizar esse tipo de lista mensalmente, para trocarmos também dicas do que vocês estão ouvindo 😉 Deixem suas dicas nos comentários!!

Beijooos!

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Projeto 24 filmes > Diana

Olá pessoal 😀

Tirei março para iniciar minha participação no projeto 24 filmes lá do grupo blogs que interagem. São 24 filmes no total, sendo postado dois filmes dos variados temas cada mês e minha ideia é: postar um no início do mês e outro mais para o final só pra intercalar um pouco os assuntos por aqui 😉

O primeiro tema escolhido é Biográfico e a partir desse tema quero compartilhar então a minha experiência ao assistir Diana.

diana_ver2_xlg

Ano: 2013  Direção: Oliver Hirschbiegel Gênero: Biografia, Drama

Sinopse: “Prestes a se divorciar de Charles, a princesa Diana (Naomi Watts) divide seu tempo entre a solidão da vida no palácio em que vive e os compromissos que possui com diversas entidades beneficentes. Um dia, ao saber que um amigo foi operado as pressas, ela vai até o hospital em que está internado e lá conhece o doutor Hasnat Khan (Naveen Andrews). Diana logo fica encantada pelo fato dele não a tratar como uma princesa, apesar de saber quem ela é. Não demora muito para que iniciem um relacionamento, mantido as escondidas devido o desejo de Hasnat em ter uma vida reservada.

Sobre a morte da princesa Diana já ter sido comentada em alguns filmes isso é verdade, porém esse é um filme íntimo e sensível, com o roteiro baseado no livro escrito por Stephen Jeffreys: Diana – Her Last Love. Um dos sentimentos que mais veio a tona ao assistir foi a vontade de Diana de mostrar ser alguém diferente, alguém que decidiu acabar com o casamento com um príncipe e dizer chega as traições, pois ela realmente tinha esse direito. Nós escutamos falar muito de ações que a realeza ou mesmo pessoas famosas e influentes participam, mais são poucas as que vemos com “a mão na massa”, no meio do povo e lutando por melhores condições de vida ao redor do mundo.

diana02

Quanto ao relacionamento de Diana com Hasnat cheio de idas, vindas, paparazzis, discussões, sonhos… O futuro do que eles criaram já estava escrito: não havia espaço para alguém querendo uma vida reservada, sem holofotes na vida de uma princesa que participava tão ativamente em tantos projetos culturais, viagens e que tentava mudar um pouco do mundo com a fama que ela conseguirá através da família real. Porém nem só de boa fama vivia a família real, pois Diana não foi aceita pela família paquistanesa de Hasnat em sua visita ao país e a casa deles.

O filme também mostra o desenrolar de outro relacionamento famoso de Diana com o egípcio Dodi Al-Fayed e de como houve muito tumulto, jogadas de publicidade e uma Diana um tanto indiferente nesse tempo.

A atuação de Naomi foi linda, desde o figurino, cabelo, super sotaque (lindo) até o jeito que ela pousava para fotos ficou digno de princesa. O cabelo da Naomi também fez ela ficar ainda mais parecida, com a cor loira que combina com ela e o corte que ficou com ótimo “caimento” 😉

Aqui vai a lista dos temas do projeto para quem tem interesse em participar também e para vocês que me acompanham por aqui já ficarem por dentro dos futuros posts:

projeto 24 filmes

Se você já assistiu ao filme Diana me conta qual foi sua experiência nos comentários. E deixem sugestões de filmes, caso tenham algum em mente, com os temas do projeto! Vou adorar seguir as dicas de vocês 😀

Beijooo!

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Casais favoritos de filmes e séries <3

Olá pessoal 🙂

Já entrando na vibe de Valentine’s Day decidi mostrar a vocês os meus casais favoritos de filmes e das séries que acompanho (ou que já finalizei) 😀

The Vampire Diaries > Elena e Stefan

The Vampire Diaries-Elena e Stefan

Desde os livros e início da série, quando os dois estavam realmente juntos, o meu casal preferido e a torcida sempre foi para Elena colocar senso na cabeça e ficar com Stefan! Não que Elena fosse uma pessoa melhor ao lado dele, mais ciente de suas escolhas e das consequências porque ela jamais será e ninguém muda isso, pelo visto… Porém os dois simplesmente merecem ficar juntos, mesmo com o passado do Stefan como “ripper”, matando muito e fazendo merda por ai. Mais a verdade é que esse seriado não tem nenhum personagem cujo passado não tenha feito escolhas idiotas, matado algum inocente ou desligado suas emoções, então ele ainda é o melhor cara 😀 Sem falar que minha opinião era de que Elena deveria ter sempre continuado como humana na história, tudo teria ficado mais emocionante e traria ainda, quase impossível, um pouco de realidade a série.

Mais vou fazer a minha confissão de que Caroline com Stefan não está me desapontando tanto assim, então afinal de contas ficarei feliz que ele encontre alguém que realmente esteja ali e cumpra as promessas de amor eterno, haha

Série Divergente > Tris e Four

The Vampire Diaries-Elena e Stefan (1)

Na verdade esse casal eu curto mais pela química que eles possuem do que pela história deles em si. Os olhares, a vontade de sempre proteger e estar perto… Faz a gente pensar que rola sim uns feelings reais (mais não vamos nos enganar, é por causa desse tipo de atuação que eles ganham milhões nos filmes). Tipo de casal que é fácil torcer pois a gente sabe que eles sempre vão terminar juntos, não importa o que aconteça.

The Walking Dead > Maggie e Glenn

The Vampire Diaries-Elena e Stefan (3)

Um casal formado no meio do nada, através de um apocalipse zumbi que devastou todo o planeta e quase toda a raça humana tem que fazer a gente torcer, e muito! Esse casal também criou muito esperança as pessoas ao redor que com toda a atmosfera se desfazendo, pessoas morrendo, amigos perdendo entes queridos (até Carl tendo que matar a própria mãe)… Enfim, nada nesse seriado é fácil, mais o amor sempre traz um pouco, nem que seja um pingo, de esperança. E agora com a Maggie grávida irá trazer mais alegrias para o grupo, mesmo que só por alguns instantes (porque quando a gente pisca, alguma calamidade acontece).

No Limite do Amanhã > Bill e Rita

The Vampire Diaries-Elena e Stefan (4)

Sobre o filme: The Edge of Tomorrow que já assisti umas 5 vezes e adoro, conta a história do soldado (ele jamais havia ido para algum campo de guerra)  que encontra-se forçado a ajudar as tropas militares contra criaturas alienígenas  bem sinistras. Porém durante uma batalha ele acaba matando uma criatura com um poder diferente das outras, na verdade uma maldição: ele vai reviver esse mesmo dia até o momento que matou a criatura. Ele morre e volta o mesmo dia, todos os dias. Confuso, eu sei. Porém, ele acaba conhecendo a Rita, que em campo também passou por essa experiência e sabe o que fazer, mais o tempo de Bill é sempre curto, ele tem somente esse dia. Ele corre contra o tempo o filme todo e assiste Rita morrer várias e várias vezes. É parecido com o filme “Como Se Fosse a Primeira Vez” só que com mais guerra, emoção e aliens.

É um casal que se forma quando o filme está quase acabando e que tem um ato altruísta, pois ele sabe que assim que perder o poder de voltar, Rita não se lembrará dele, mais para salvar todos ele aceita a condição. Assisti na tv a cabo e vejo que passa bastante por lá, quando tiverem um tempo, assistam 😉

Sex and the city > Carrie e Mr Big

The Vampire Diaries-Elena e Stefan

Quando a gente começa a assistir a série e se envolve de verdade com a vida da Carrie (eu me envolvi né), as vezes eu me pegava pensando que a Carrie seria o tipo de pessoa que jamais se apaixonaria, tipo, jamais conseguiria deixar tudo que ela conquistou e o tipo de pessoa que ela é pra ficar com alguém. Muitas vezes a gente precisa mesmo mudar pra estar com alguém e isso não acontece com algum pedido, com pressão, simplesmente acontece porque é a lei natural da coisa… E a Carrie, com seu emprego de escritora, amigas, vida badalada em NY ainda teve o tempo de apaixonar-se pelos encantos do misterioso Mr Big. A luta foi grande, e durante algum tempo outros “jogadores” entraram em campo também, mais aaaaah o Mr Big ficou no coração dela, e nos nossos.

Já nos filmes não foi muito diferente, o passado (que tem nome e sobrenome) volta para assombrar, colocar em dúvida aquilo que apostou, até se meter em alguma encrenca… Mais o que é pra ser, uma hora sempre acontece. Sex and The City acabou já faz tempo mais ainda levo a Carrie e Big como casal que continuo torcendo 🙂

Outros casais inesquecíveis:

The Vampire Diaries-Elena e Stefan (1)

  • One Tree Hill > Lucas e Brooke
  • Lost > Kate e Jack
  • Scream Queens > Grace e Pete
  • The Big Bang Theory > Leonard e Penny

Como o amor está no ar, deixem os amores de vocês nos comentários de séries, filmes e afins 😀

Não esqueçam de seguir o @7vidasfelinas no instagram e no snap: deboragessner pra me acompanhar beeem de pertinho! Beijoos

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Blogagem Coletiva: Músicas que me representam.

Participando de mais um dos temas do grupo Blogs que Interagem dessa vez com o tema:

Músicas que

E a partir de toda essa coisa da gente se representar, tentar através de letras e melodias mostrar um pouco de quem a gente é, no que acredita e como enxergamos o mundo, vou colocar as músicas em categorias e sentimentos importantes na vida e com ela, as músicas que explicam um pouco sobre o que sinto 🙂

  • Amor:

  • Felicidade:

  • Dias de chuva:

  • Dias de sol:

  • Para recordar:

  • Para escrever:

  • Dançar (principalmente sozinha, na frente do espelho):

  • Pra aquela notícia maravilhosa, que completa um dia que estava normal até então:

  • Para passar um dia no campo, em contato com a natureza:

  • Tristeza:

  • Aquela hora de raiva, que você simplesmente quer bater em algo, ou alguém (também tem desses momentos né, haha):

Essas são músicas que sempre escuto e me fazem pensar em relação a coisas importantes na vida 🙂 Quero saber de vocês, quais são as músicas favoritas de vocês pra esses momentos… Comentem com suas indicações!

– Esse post faz parte da blogagem coletiva do grupo Blogs que Interagem, participe você também, só clicar aqui. –

 

 

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Série finalizada: The Killing.

Olá.

Hoje quero falar um pouco pra vocês sobre a última série que assisti: The Killing! 😀

poster-the-killing-season-4

The Killing é uma série americana baseada no seriado dinamarquês Forbrydelsen. O foco são os casos de assassinatos na cidade de Seattle, que vão parar diretamente para a dupla de detetives de homicídios: Linden e Holder. O primeiro episódio conta como o último dia de Linden trabalhando como detetive, porém eles encontram o corpo da adolescente Rosie Larsen, que foi morta de forma trágica e isso mexe muito com Linden, sempre mexeu… Acho que isso é uma das coisas que me faz gostar dela: ela mostra através de toda a série como nós nascemos para ser algo na vida, e aquilo muitas vezes já está predestinado. A Linden sempre quis parar de trabalhar na polícia, parar de se envolver com a perda e tristeza de todas as famílias e de querer encontrar a resposta, mesmo que pra isso ela tenha que desistir de casamento, criar seu filho e de ter uma vida “normal”. Porém, ela não desiste.

the-killing-the-killing-30157675-1600-1200

Holder no primeiro episódio acaba sendo promovido como detetive porém no início sua parceira fica com muitas dúvidas, principalmente em relação ao passado dele (ele era viciado em metanfetamina e isso prejudicou a vida dele por muitos anos), mais ele também jamais desistiu de se tornar um bom detetive. Ele é super irônico e tem sempre umas jogadas divertidas nas conversas… O que torna essa dupla de detetives muito cativante, essa diferença tão grande de estilo e personalidade.

Posso dizer sem dúvida que minhas temporadas favoritas foram a primeira e a terceira. A primeira chama muito atenção por todo o envolvimento familiar e em como é difícil simplesmente seguir em frente. E também nos faz entender a grande dificuldade que é envolver pessoas famosas, muito conhecidas e como mostra na série no círculo político, em qualquer caso policial que seja. Porém, a verdade sempre será dita e sempre prevalecerá. A história de Rosie Larsen é muito parecida com a de várias adolescentes, que aos olhos dos pais e familiares, levam uma vida normal para sua idade. Mais muitas vezes a sua vida, pacata e modesta, não é o suficiente… Nós temos a sensação de querer tudo, querer o mundo.

The-Killing

Na terceira temporada, quando já estava totalmente viciada na série, fez com que eu tivesse que assistir no mínimo 3 episódios por dia, porque eu simplesmente não aguentava o mistério, haha! E acompanhava tanto o dia a dia dos detetives como o de um detento que estava nos últimos dias de sua vida na prisão. E quando chega a hora da descoberta do serial killer dessa temporada a gente fica tipo: WHAAAAAT?

killing_Holder_Linden_4_TK3_935x658

Outros motivos pelos quais gostei da série:

  • Poder feminino
  • Chuva e muito frio durante todas as temporadas
  • Paisagens depressivas (porém lindas <3)
  • Pessoas que realmente se amam mais não ficam se abraçando e gritando o amor pra todo mundo ouvir
  • Ser mãe e a grande expectativa X realidade

Para minha tristeza a série foi cancelada duas vezes pela emissora AMC até que a Netflix a ressuscitou e deu continuidade até seu término na quarta temporada com apenas 6 episódios. A série está toda disponível na netflix, então fica aqui a minha dica 🙂

E se alguém já assistiu ao seriado comenta sobre o que achou! Vamos interagir e nos conhecer mais, pessoal ;D

Beijos!

 

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

10 músicas para você ouvir hoje.

Olá! 😀

Passando para compartilhar algumas músicas que achei nesse mundão da internet e que estou apaixonada. São todas alternativas e algumas de artistas bem desconhecidos das redes sociais. Estou curtindo muito estilos diferenciados ultimamente, vocês vão notar pela lista que no final chega até Selena Gomez 😀

Para acompanharem mais do que escuto diariamente, me segue no spotify: perfil aqui 🙂 E agora é só colocar os fones de ouvido e dar play:

No Words – Erik Hassle

How I Want Ya – Hudson Thames feat Hailee Steinfeld

New Obsession – Frankie

Sleep On It – Emmi

Brain – Banks

No Way No – MAGIC!

Can’t Feel My Face – The Weeknd

One More – Elliphant 

Run Away With Me – Carly Rae Jepsen

Good For You – Selena Gomez

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Scream Queens – Estilo das Personagens.

Olá! 😀

Apenas muito feliz em voltar para o blog tão amado e querido com essa cara nova maravilhosa! Depois de tanto sonhar,  chegou enfim a hora de realizar o site e fazer do 7 vidas felinas tudo que planejo.

Mais vamos ao post novo, que ando bem ansiosa pra lançar e comentar tudinho.

Nesse tempo que o blog ficou parado para montagem do site e depois toda edição dos posts antigos, fiquei com mais tempo livre que o normal e comecei a assistir a nova série da Fox: Scream Queens. Sim, você já deve ter ouvido falar ou assistido a algum episódio e ter achado tudo muito estranho (eu também achei de início). Mais comecei a ficar viciada a cada novo episódio pelo simples fato de ser tão difícil descobrir a identidade dos assassinos e de todo o mistério envolvendo o campus e os personagens que acabam estar mais ligados do que imaginam. Porém, a coisa que mais chama a atenção na série é sim o estilo único de cada uma das personagens, e como tudo fluiu perfeitamente juntando personalidade e todo o drama da série. Pensando nisso, juntei as personagens mais bafônicas da série pra contar um pouco do estilo e peças indispensáveis no look delas.

Chanel Oberlin (Emma Roberts)

Untitled design

Chanel é a co-presidente da Kappa Kappa Tau e ela tem tudo do estilo lady like: cintura marcada, pérolas, cores suaves e peças femininas inspiradas no anos 40. Jamais vi a Chanel com cores que não fosse o rosa e azul bebê, pois o estilo requer muita delicadeza. Porém, quem dera ela fosse assim bonequinha… a personagem de Emma é super má, sério! Vingativa, faz tudo pela aparência e dinheiro, sem contar no sonho de casar com o cara mais rico do campus (hahaha). Esse é o caso clássico de que as aparências enganam 😛

Grace Gardner (Skyler Samuels)

Untitled design (1)

Grace chegou no campus e na casa de Kappa Kappa Tau atrás de respostas em relação a sua mãe que foi uma Kappa enquanto estava na faculdade. O estilo dela pode ser descrito como retrô e as peças e acessórios que não podem faltar nos looks totalmente fofos da Grace são: boinas, coletes e colares. Quando vejo os looks dela, sempre me lembro do estilo das meninas da Europa, acho que pelo clima são peças bastante amigáveis. A Grace é uma das minhas personagens favoritas, principalmente porque ela é tipo uma investigadora de tudo que acontece envolvendo os assassinatos e assim acabamos descobrindo cada vez mais de todos os personagens.

Zayday Williams (Keke Palmer)

Untitled design (2)

Zayday foi a primeira co-presidente negra de Kappa Kappa Tau e ela mereceu muito o cargo pelo fato de que: ela é super estilosa, está sempre disposta a ajudar e é a melhor amiga do bem da Grace.

Para descrever os looks da Zayday diria que ela é estilo blogueira da nossa geração, haha. Ela é super antenada em tudo que veste, está sempre com turbantes, kimonos e não deixa o salto de lado. Ela usa bastante alfaiataria, como nessa foto de pantalona cropped e abusa da cintura alta.

Gigi (Nasim Pedrad)

Untitled design (3)

Gigi já foi uma integrante da casa Kappa e sempre esteve cheia de mistérios e cá entre nós sempre achei ela um pouco psicopata. O estilo é bem voltado aos anos 80 misturando as estampas e designs atuais. A peça coringa dos looks dela são camisetes de botões (como os dois que estão na foto acima) e cintura alta, pra honrar os tempos que ela brilhava na faculdade.

Ela também usa muito salto alto e acessórios como maxi colares e cintos. Mais assim como a Chanel Oberlin, Gigi não tem a personalidade que os looks dela representam, pois no decorrer da série descobrimos coisas de seu passado que nos fazem repensar tudo sobre ela (ok, sem spoiler).

A série é muito bacana, e notei que pela internet muita gente falou mal e criticou sem pensar duas vezes sobre o gênero da série. Mais acho que as pessoas se perderam um pouco em relação ao estilo trash envolvendo terror e comédia… Com tudo muito dramático e extravagante, Scream Queens chegou com aquele ar de Pânico, sabe? Porém agora todo mundo tweeta e posta fotos nas redes sociais de todos os assassinatos 😛

E a série conta com vários outros personagens também marcantes:

sqposter

Como a reitora Dean Munsch (Jamie Lee Curtis), Hester (Lea Michele), Chanel nº 5 (Abigail Breslin), Pete (Diego Boneta), Chanel nº 4 (Ariana Grande), Boone (Nick Jonas) e por ai vai 🙂

Me contem nos comentários tuuuudo: O que acharam das personagens e qual sua favorita? Já assisti a série e quais suas expectativas daqui pra frente?

E me contem também o que acharam do novo site, claro, a opinião de vocês é muito importante :*

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Resenha de Filme #39: Comer Rezar Amar.

eat-pray-love-poster-artwork-julia-roberts-james-franco-richard-jenkins

 

Título Original: Eat Pray Love

Ano: 2010

Direção: Ryan Murphy

Sinopse: Liz Gilbert (Julia Roberts) tinha tudo o que uma mulher moderna deve sonhar em ter – um marido, uma casa, uma carreira bem-sucedida – ainda sim, como muitas outras pessoas, ela está perdida, confusa e em busca do que ela realmente deseja na vida. Recentemente divorciada e num momento decisivo, Gilbert said a zona de conforto, arriscando tudo para mudar sua vida, embarcando em uma jornada ao redor do mundo que se transforma em uma busca por auto-conhecimento. Em suas viagens, ela descobre o verdadeiro prazer da gastronomia na Itália; o poder da oração na Índia, e, finalmente e inesperadamente, a paz interior e equilíbrio de um verdadeiro amor em Bali. Baseado no best-seller autobiográfico de Elizabeth Gilbert, Comer, Rezar, Amar prova que existe mais de uma maneira de levar a vida e de viajar pelo mundo.”

Duração: 133 minutos

Gênero: Drama, Romance

País de Origem: Estados Unidos

Opiniões e críticas:
Para começar quero dizer que creio em alguma força parecida com destino. Em coisas que chamam por você, por seu nome… Parecem cintilar ao nossos olhos. Assim foi esse filme com a minha pessoa.
Apenas o momento perfeito.
Eu e meu namorado estamos lutando muito por uma mudança radical na nossa vida: a de lutar e conseguir um trabalho digitalmente e poder fazer isso enquanto viajamos o mundo afora. Sempre foi um sonho nosso, mas somente agora estamos começando a dar os passos pequenos, tanto medrosos mais adiante com nossa decisão. 
E a cada matéria, texto, música e filme que vejo a respeito desse estilo de vida sinto que pertencemos a isso. Vejo nossa felicidade estampada junto com os carimbos de passaporte.
Mas, uma etapa de cada vez pois acredito fielmente que o que é nosso ainda está por vir 🙂

91N06u0O6DL._SL1500_


Amei todo o filme com toda a fotografia e cenários impecáveis. Teve sim algumas escolhas duvidosas de Liz durante o filme, porém, ninguém é perfeito.
Comparado com o tempo que o filme foi feito, nós mulheres ainda passamos por todas as dúvidas pessoais e questionamentos alheios como as que ela passa durante sua viagem.
Por que acreditar em algum Deus? Por que precisamos ter algum homem ao nosso lado? Casamento? Filhos? 
Por que temos que estar sempre tão ligados a algo que nos prende, descreve e até recrimina?

eat_pray_love43

Um ponto alto do filme foi também a sinceridade. A importância de sempre sermos sinceros com todos ao nosso redor mais principalmente com nós mesmos.
Todos temos o direito de querer sempre mais: temos o direito de dizer que algum emprego não nos satisfaz, que queremos repetir a comida, comprar roupas novas de números maiores e de se entregar a alguém sem querer algo em troca. O ponto é sempre tentarmos mudar quando algo nos deixa no limite, mesmo que aos poucos, mais que seja sim uma mudança significativa para o seu bem estar. Nós não precisamos, nem merecemos viver infelizes.

Eat-Pray-Love-2010-Indian-Ashram-1600x900-wide-wallpapers.net


Como podem notar, tirei desse filme muitos conselhos pessoais… Estava realmente precisando de algo que me motivasse mais, me fizesse enxergar aquela luz, que na maioria parece quase se apagar: a luz dos meus maiores sonhos.
Então recomendo a todos assistirem essa obra e tirar suas conclusões necessárias para o que estão enfrentando no momento.



Até a próxima,
beijooos!

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.