Arquivos da categoria: Diversos

7 on 7: Abril.

Um dos meses que eu mais gosto durante o ano todo já chegou e esse, vai ser muito importante pra mim em vários sentidos.

O blog anda paradinho por algumas semanas, mas só quero deixar registrado aqui que sou humana como todo mundo e tenho sim momentos de que acho meu pequeno trabalho por aqui ruim, que não tenho vontade de abrir um novo documento e escrever… Esse tipo de fase sempre chega e provavelmente logo irá embora.
Mas não poderia deixar de lado esse projeto tão amado e que me fez conhecer blogueiras queridas :))
O tema da vez é preto e branco:
 
1. Quando passei por essa igreja sabia que precisava de uma foto dela pro projeto… Combina muito no preto e branco.
 
 
 
 
 
7. Quando você encontra algumas fotos meio “perdidas” de uma viagem inesquecível. Eu ali, insegura, esperando meu trem em Riggy, na Noruega.
Acompanhem também a postagem das outras integrantes do grupo, como a Emanoella.
 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

7 on 7: Março.

Antes de mais nada quero explicar que farei esse mês em tema livre já que o tema das outras meninas será “comida”, mas infelizmente eu não consegui tempo e oportunidades para realizar o tema 🙁
E como não quero perder o post nenhum mês vou mostrar a vocês o que anda rolando na minha vida, hehe.

1. Eu comprei um pijama do Sulley, dos Monstros SA. Na verdade, eu fui a Primark para comprar um roupão de pelúcia, pra ficar quentinha dentro de casa mas estava em falta em todas as lojas… E aí, meu namorado me fez provar um desses pijamões ai e foi o escolhido :B


2. Dia da comemoração de aniversário do meu namorado, com muita comida japonesa no Yamamori Sushi:


3. Comprei um chromebook (até que enfim). Meu notebook não estava valendo mais nada e como os modelos são bem novos dessa versão chrome, saiu bem barato… Decidi apostar. Ainda falta muitos aplicativos e programas para essa versão, mas acredito que logo saíra para download.


4. Tarde de nevasca:


5. O dia que decidi deixar a preguiça de lado e fazer um almoço gostoso e bonitinho:


6. Detalhes do casamento de nossos amigos brasileiros. Foi tipo um mini-wedding e tudo estava muito lindo:


7. Voltando do mercado, encontrei essa gatinha (super gorda) e carente… Fizemos amizade na hora! Gente, era uma graça! *-*



Esses são alguns dos clicks que queria compartilhar com vocês… Não esqueçam de dar uma olhadinha no projeto das outras meninas: Manu 😉

Beijoos!

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

7 on 7: Fevereiro.

Chegou mais um dia 7 e dessa vez já de Fevereiro.
O tema da vez foi livre, pois aparentemente assim como eu, todas as meninas estão na correria da vida (não me senti mal dai, haha).

1. Quem não gosta de tirar uma linda foto em um dia de céu assim?
2. Foto que tirei em um brechó perto do meu flat. Bonecas de 1920, 1930 para vender… Quem arrisca comprar?
3. Sou apaixonada pelas pontes de Dublin
4. Enquanto todos que conheço no Brasil sofrem com o calor, eu tento sobreviver no frio da Irlanda. Não tá fácil também!
5. Eu e meu namorado no jantar de final de ano (bem atrasado) do nosso trabalho. Foi no Thunder Road Café e na foto, meu namorado estava segurando o famoso drink “sex on the beach”.
6. Olha só o que a “nossa modelo” aprontou dia desses: se acabou de brincar com as bolinhas de sabão. Créditos para o Glauber que me mandou as fotos 🙂
7. Bolsinha que comprei na Primark pra guardar minha filmadora.

Bom, por esse mês é só… mas logo logo chega Março e terei muitas fotos novas para mostrar novamente.
Não esqueçam de acompanhar as fotos das outras meninas no projeto: AndressaEmanoellaJuliaLaura e Suelen (uma das meninas teve que deixar o projeto, mas logo logo estaremos com a equipe completa novamente).
beijinhos!

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Aprendendo a dizer “Não”.

nao



Um grande fato que todos nós devemos aprender e passar pelo menos uma vez na vida: sair da zona de conforto.
Mudar totalmente a rotina.
Mudar de endereço, ddd, cep ou qualquer outro número significativo.

E foi isso que fiz. Mudei.
Radicalmente, me aventuro pela Irlanda. Depois de inúmeros medos e coisas feitas pela “primeira vez” (andar de avião, que medo foi esse?), eu descobri várias coisas sobre minha personalidade.
A gente nunca se conhece de verdade até que esteja em situações inusitadas.

Aí conheci algo sobre mim: eu não sei dizer não.
É isso mesmo que você está lendo.
Sempre fui de colocar meus desejos, impulsos ou qualquer coisa que fosse a meu favor em primeiro lugar, mas quando chega o caso de eu ter de ser direta e negativa… todos os ossos do meu corpo ficam tensos, meu estômago se desdobra e acabo dando o meu pior sorriso amarelo e dizendo: Ah, tá, pode ser.
E assim as coisas vão se acumulando.

Eu tenho medo de dizer não, de ter que explicar minhas razões, e começo a gaguejar, suar e não saber mais falar.
Eu tenho medo de me opor, de ser vista como a negativa, aquela que diz não e simplesmente não liga para ninguém.
Isso anda me deixando louca nos últimos dias… As pessoas andam esperando coisas de mim, dependendo de mim para certas coisas e eu não consigo ser sincera. Eu apenas fico empurrando toda a pilha de confusões pra debaixo do tapete e levo adiante, com meu sorriso amarelo.
Conviver com toda uma pressão de se desafiar a todo momento é difícil. Muitas vezes eu não suporto e desabo. Tento me afastar de problemas e até de certas pessoas, mas como eu sou do tipo difícil de desistir eu volto e tento quebrar meu próprio tabu e dizer não.
Nos últimos dias, decidi caminhar na direção do não. Quero dizer, caminhar na direção de dizer a verdade, não importa a quem doer ou a cara feia que receberei ao ouvirem minha resposta.
E não tem sido fácil.
As pessoas odeiam ter que sair do seus planos “seguros”. (Mas hello, eu odeio também!). 
O caso é que temos que ser severos para defender aquilo que queremos, temos que pensar no bem da gente, pois se não fizermos isso, ninguém mais fará. Todo mundo simplesmente vai caminhar por cima de qualquer um que não tenha boca o suficiente para dizer o que pensa, que fica na vida pra ver paisagem. É uma triste realidade, mas continua sendo realidade.



Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

7 on 7: Janeiro.

E começamos com o primeiro 7 on 7 de 2014 😀

Tema: festas de final de ano, Natal e Ano Novo.
Quero já explicar que só terei fotos natalinas, pois passei o ano novo trabalhando… e mesmo assim, a passagem de ano não significa nada aqui na Irlanda, já que não teve queima de fogos, pessoas vestidas de branco ou qualquer coisa parecida com o nosso Brasil :~

1. Um dos enfeites de rua que eu mais gostava era esse da Upper Abbey Street, com guirlandas gigantes iluminando todo o local: 


2. A Clerys também estava com uma decoração muito bonita, iluminando a O’Connell Street (centro de Dublin):


3. Uma propaganda natalina que eu sempre achava engraçada:


4. Porém, nenhuma decoração foi tão incrível e bem feita quanto essa, no Bewley’s Cafe, que fica na Grafton Street. Parecia de verdade e tinha sempre crianças cantando ao fundo (que na minha opinião era muito medonho, mas todo mundo achava bonito):


5. Essa foi a ceia que eu e meu namorado preparamos. Teve camarão a milanesa, salmão com batatas assadas, vegetais e um molho incrível para frutos do mar. Foi uma delícia! (Deixei a foto em tamanho normal porque a qualidade está péssima)


6. Esse foi o presente que comprei a mim mesma de natal: livro com 1000 imagens de pessoas tatuadas. Acho ótimo para inspirações futuras 😀
Comprei ele por 13 euros na Urban Outfitters:


7. Essa foto não tem muito a ver com o nosso tema, mas eu não tenho nenhuma outra pra postar aqui, então… Depois do natal todas as lojas daqui entraram com promoções incríveis, e claro que eu fui conferir minhas lojas preferidas. Essa foto é na Forbidden Planet, loja bem geek/nerd com quadrinhos, bonecos de vários personagens, etc:



Espero que todos vocês tenham tido um natal e passagem de ano maravilhosos. E vamos fazer de 2014 um ano melhor pra todos 😀

Confiram também as fotos da minha parceira de projeto: Emanoella.

beijos e ótima semana!

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

7 on 7: Dezembro.

Olá, pessoal!
Esse mês tivemos um tema diferente (e difícil): arco íris.
Confesso que esse foi o mês mas sem criatividade da minha vida, pois estou atolada de dias para trabalhar, finalizando o curso de inglês e etc.

Por isso decidi fazer algo prático: mostrar coisas que comprei nos últimos meses com as cores do arco íris. Vamos lá 😉

1. Vermelho – Comprei essa touca na minha viagem a Noruega. Ela é de um vermelho bem forte e comprei com a estampa da bandeira norueguesa porque me apaixonei por aquele país!



2. Laranja – Essa foi uma das últimas roupas de verão que comprei aqui, blusa de estampa de girafas lindinha que veste super bem… Comprei em um brechó por 1 euro. (Desculpem a qualidade da foto, tirei ela a noite, com a luz do quarto :S)



3. Amarelo – Dia desses a carteira que eu sempre usava estragou e eu fui até a Primark comprar uma nova, a escolhida foi essa de laço e da cor amarela, meio queimado.


4. Verde – Livro que estou lendo no momento e gostando muito. Foi um “presente” do meu namorado, digo presente entre aspas porque ele pegou no local onde ele trabalha… Livros de graça a gente encontra por aqui 😉


5. Azul – Comprei esse livro no aeroporto de SP quando estava vindo pra cá e ainda não o li. Ele tá sendo o queridinho do momento, eu sei, mas ainda não criei expectativas para ler…


6. Azul Anil –  Esse foi um dos presentes que comprei para o meu namorado de aniversário de 2 anos de namoro no mês passado: pantufa com o Stewie, de Family Guy. A cor não é bem um azul anil, mas eu realmente não tinha nada dessa cor, está mais para um azul marinho..


7. Violeta – Headphones novos (até que enfim). Comprei na PC World e super recomendo, ele é ótimo e a cor super diferente.



E aí, o que acharam das últimas aquisições? Foram coisas simples, mas todas compradas pensando em necessidade e preço bom, haha

Não esqueçam de conferir o projeto das outras meninas: Andressa Laura Manu Júlia Suelen Ariel

Beijo a todos e aproveitem o restinho de final de semana :*

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Fazendo as malas!

Estive pensando em algo diferente e útil para passar a vocês nessa sexta-feira e eis que lembro da grande e organizada lista que preparei para fazer minha mala de viagem.
Pra quem não sabe eu saí do Brasil para morar durante um ano em Dublin, capital da Irlanda.
Quando estava chegando perto do dia da viagem eu comecei a ficar bem pirada sobre o que levar. Eu pesquisei em milhares de blogs, sites, vídeos… acreditem!

< Eu realmente me imaginava feliz assim, com malas maravilhosas e no final das contas, foi bem triste deixar várias peças que eu amo pra trás…


Antes de tudo você precisa focar em quanto tempo irá passar no local e o mais importante: o clima que mais predomina na sua cidade.
O meu caso, toda a mala foi influenciada por inverno. Mas se há algo que aprendi aqui é: sempre leve um biquíni ou mesmo um look bem verão. Até se você estiver indo para os lados do Polo Norte, garanto que você encontrará um local com piscina térmica e ficará com raiva de si mesma por não ter trazido nada apropriado para uma situação assim.
O verão da Irlanda esse ano foi um dos mais quentes em 40 anos (como eu poderia prever uma coisa dessas?) e teve um dia que fui forçada a parar em uma loja qualquer e comprar uma regata pois eu simplesmente não aguentava mais andar de blusa com mangas, e olha que era aquela manga normal.

Deixando de lado as frustrações pessoais, vamos a Bagagem de Mão:
– Só pra relembrar: essa será a mala/bolsa que estará sempre com você, no avião e em todas as paradas pelos aeroportos, então use uma que você realmente ache confortável e não encha de tranqueiras, porque isso pode se transformar em stress no futuro, hehe.
– Tudo que for papel aconselho a ser colocado em uma pasta para não haver o risco de rasgar ou estragar algo importante. Os papéis que você deve ter sempre em mãos são: 
Passagens aéreas, recibo dos hotéis com devidos endereços, cópias de todos os documentos.
– Em relação aos documentos, você não precisa trazer todos eles pois a grande maioria não vai valer fora do país. O mais importante em trazer original e cópia é a carteira de motorista.
Cartão de crédito/débito
– Trazer uma quantia de dinheiro em espécie é uma boa também. E não deixe para fazer o câmbio nos aeroportos ou em última hora, pois com certeza terá que pagar taxa.
Objetos de valor: câmera, celular e notebook.
Dependendo de quanto tempo levará seu voo até o destino final, acho seguro levar roupa extra. Mas nada de muito luxo viu?
Leitura de bordo.
– Ipod/mp3 com muitas músicas.
Se você tem alguma outra atividade que goste de fazer, como livros de charadas, palavras cruzadas… Leve! Eu passei muitos momentos em tédio total, já que a companhia aérea não tinha nada muito legal pra oferecer também :~


Outra parte que é muito importante e cheias de detalhes para lembrar é a necessaire com seus produtos pessoais! Vou passar a lista certa do que eu trouxe na minha:
– Escova e pasta de dente                 – Escova de cabelo
– Cotonetes e algodão                       – Hidratante corporal
– Shampoo                                           – Sabonetes
– Desodorante e Perfume                 – Filtro Solar
– Protetor labial                                  – Kit manicure
– Pinça                                                 – Tesoura
– Espelho                                             – Absorventes
– Secador e Chapinha                        – Maquiagem
– Removedor de maquiagem

Muitas coisas podem parecer besteira e todo mundo diz: “Ah, pra que levar sabonete… é só passar no mercado próximo e comprar quando chegar”.
Mas o fato é que quando cheguei aqui estava realmente perdida, não sabia de lugar nenhum perto. E tudo que eu queria era um banho relaxante depois de tantas horas viajando.
Foi reconfortante saber que eu tinha tudo em mãos e não precisaria sair e provavelmente me perder a procura de um mero sabonete 🙂

São essas as dicas mais importantes no meu ponto de vista.

Se tiverem alguma dúvida ou se vocês já passaram por essa experiência de fazer a mala para vários meses fora e tiverem mais dicas para passar sinta-se livre para comentar aqui 😀

Beijão!  

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

7 on 7: Novembro.

Sim, hoje é dia 9 e estou atrasada para o projeto e sumida do blog, mas o que vale é a intenção, não é? haha

O tema desse mês será livre, então separei algumas fotos que tirei durante a semana (algumas que já postei no meu instagram a propósito) para atualizar vocês da minha vida por aqui 🙂

1. Preciso compartilhar isso: o outono é estação mais linda aqui pela Irlanda! Os parques e ruas estão cheios de folhas secas, que torna tudo tão pacífico e charmoso. Tiro várias fotos todos os dias a caminho da escola, porque não tem como resistir.


2. Outro momento bem aproveitado de sol + natureza:


3. Última noite do meu amigo Matheus (ao meio) aqui em Dublin, saímos para conversar e nos despedir… 


4. Eu e meu namorado trabalhamos no mesmo clube aqui e tiramos essa foto na madrugada de sexta para sábado. Essa é a área vip e o nome do local que trabalhamos é Coppers Face Jacks.


5. Passei minha noite de Halloween assistindo Kyle XY, uma série que foi cancelada a muito tempo atrás que resolvi assistir propriamente agora (não cheguei a ver a última temporada antes)


6. Minha coleção de moedas:


7. O que estou lendo no momento:

(peguei a imagem da internet, as fotos que tentei tirar ficaram feias, desculpem haha).

É isso ai, espero que gostem das fotos e que aproveitem o final de semana!

Não esqueçam de ver as fotos do projeto das outras meninas talentosas:
Andressa – Ariel – Emanoella – Julia – Laura e Suelen

Logo mais volto a rotina do blog e tenho uma NOVIDADE MARAVILHOSA para próximos posts 😉 Aguardem!
beijos.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Floresta Aokigahara.

Hoje decidi trazer algumas informações dessa floresta japonesa, localizada a noroeste do monte Fuji com cerca de 35km².
E sim, ela é conhecida como “A Floresta dos Suicidas” entre tantos outros apelidos nada carinhosos sobre o mistério que a envolve.

Desde que meu namorado me mostrou sobre ela, fiquei intrigada demais com tudo que a envolve. 
Vou contar pra vocês as maiores curiosidades que consegui encontrar pela internet e resumir:
– Ela é também conhecida como “Mar de Árvores” pois possui uma grande densidade de árvores e por essa razão o vento jamais penetra em seu meio;
– A ausência de animais é grande e esse é outro ponto para um silêncio perturbador e sinistro;
– É considerada por muito japoneses como um lugar maldito e lar de diversos demônios;


– Segundo ponto onde ocorre mais suicídios no mundo, ficando atrás apenas da ponte Golden Gate, USA;
– Várias lendas existem em torno de como ou porque iniciou-se o número tão crescente de suicídios, mas nada comprovado até hoje… Todos acham que essa prática é bem mais antiga do que podem imaginar;
– Um controverso bestseller: “O Manual Completo do Suicídio” escrito por Wataru Tsurumui chega a recomendar a floresta como local perfeito para morrer;
– “Aokigahara é tido como um dos lugares mais assombrados do Japão e a quantidade de relatos sobre vozes desencarnadas, sombras misteriosas e sensações inquietantes em seu interior é alarmante. Os fantasmas mais frequentemente vistos no lugar, os Yurei, costumam saltar de árvore em árvore. Dizem que eles vestem longas roupas brancas e suas faces são transfiguradas pelo horror, pelo medo e loucura. Aqueles que vêem um desses espíritos amaldiçoados ficam paralisados e não conseguem correr ou se afastar. Os músculos parecem ficar congelados, o sangue não corre nas veias e um frio domina todo o corpo. Os fantasmas se aproximam então e arrastam as vítimas apavoradas para as profundezas da floresta.”
– Médiuns entrevistados nos locais afirmam que as próprias árvores e arbustos tendem a conspirar contra a sanidade das pessoas, forçando-os ao seu limite;
– Por ano o número de corpos encontrados chega a ultrapassar 100;
– Devido a esses números, as autoridades decidiram colocar avisos (como o da foto abaixo), com mensagens positivas, alertando a pessoa a sair da floresta, pensar em sua família e procurar ajuda;


– Telefones celulares, GPS e até mesmo bússolas tendem a falhar no local, devido a ricos depósitos de ferro na área e do solo vulcânico;
– O povo japonês não gosta de comentar sobre a floresta e as pessoas que moram nos arredores sofrem discriminação direta por habitar uma área considerada agourenta;
– Muito dos objetos encontrados com os corpos são guardados em uma sala que já é considerada um museu macabro, reunindo centenas de itens. Porém, existe uma superstição no Japão que diz respeito a não tocar em nada que pertenceu a um suicida, pois fantasmas podem sentir ciúmes de suas possessão materiais;

 

 

Fico pensando em como o clima realmente deve ser pesado, denso lá… E nada pode explicar o porque de tanta tristeza, sofrimento e confusão estar passando nas pessoas que tem dúvidas de continuar ou não a viver, e indo para um local tão hostil como esse o final obviamente não será feliz.

Se você colocar floresta Aokigahara no youtube encontrará milhares de vídeos, principalmente de jovens, fazendo vídeos estilo “caseiros” desvendando os mistérios e tentando amedrontar os expectadores, haha.
Porém, tem um vídeo que vale a pena assistir e acreditar, originalmente do History Channel:


Não consegui encontrar com a legenda em português (mas tem na internet, pois já assisti mas esqueci onde), e mostra a trajetória de um guarda de suicídios do local.
É um vídeo emocionante e triste.

Mas agora me conte:
Você teria coragem e curiosidade o suficiente para se aventurar nessa floresta?

beijo, aproveitem a semana. 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

7 on 7: Outubro.

Oiii!
E já chegou mais um dia 7, com um novo projeto de tema livre nesse mês de Outubro.
Vamos lá:

1. Quadros super criativos a venda nas ruas do Temple Bar:



2. Fachada do famoso pub “The Temple Bar” numa sexta a noite:



3. A maravilhosa biblioteca do Trinity College… onde foram filmadas cenas de filmes como Harry Potter:



4. Uma coisa muito louca, que eu realmente não sei explicar o que é, na Science Gallery:



5. As mulheres da arpa, se apresentando na Noite Cultural de Dublin (desculpem pela qualidade da foto, só tenho essa):



6. Lua encerrando um sábado por ai:



7. Essa é uma foto antiga, porém memorável: meu primeiro corte sidecut! Eu estava toda feliz e orgulhosa:



E ai, o que acharam das fotos desse mês?
Ah, para curtir mais do projeto, visitem também o blog da Emanuella 😉

beijão!

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

7 on 7: Setembro.

Olá! Nossa, já é dia 7 de novo… esse projeto me faz perceber (mais ainda) que o tempo passa voando!

O tema de outubro me deixou realmente na expectativa: Filmes. Sério, é uma das grandes paixões da minha vida e vou poder mostrar através de fotos a perspectivas que tenho de alguns 😀

Vamos lá:


1. Dia desses fui visitar a galeria de artes aqui de Dublin e me deparei com essa pintura de Van Gogh, que me lembrou a capa e até a história do filme “Meia Noite em Paris”.


2. Ir em um museu desses e não lembrar a todo momento do filme “Uma Noite no Museu” é impossível!


3. Aaah, todo clima nostálgico e romântico: “A Casa do Lago”.


4. Continuando com o clima romântico e de lugares naturais: “Antes do Pôr-do-Sol”.


5. “Minha Vida Sem Mim” senti toda a minha vida passar através dos meus olhos…


6. “Os Delírios de Consumo de Becky Bloom” juro que aquelas manequins acenavam para mim também 😛


7. Enquanto estava selecionando as fotos para o post, ao mesmo tempo olhava as imagens dos filmes que já assisti e quando olhei para o poster do filme “Curvas da Vida” instantaneamente lembrei dessa foto antiga demais (de 2008). Será que eu e meu amigo Clint Eastwood estávamos na mesma linha de pensamentos? haha..


E aí, vocês gostaram das fotos e acharam elas relacionadas aos filmes citados? Qual foi a preferida?

Pra quem quiser conferir, o próximo projeto é da Emanuella 😉

Beijoos!






Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

7 on 7: Agosto.

Olááá!
Novidade da semana: estou participando de um projeto “7 on 7” com outras sete (queridas) blogueiras que foram super fofas ao me aceitarem pra essa nova tag! 😀

O projeto é o seguinte: todo dia 7 do mês, postarei 7 fotos com um tema escolhido entre nós, blogueiras.
Bem simples, não é?
Fiquei empolgada, pois tenho tanta foto que achava ser meio inutilizável para qualquer coisa e agora terei a chance de mostrá-la por aqui!
E no final de cada post, colocarei o link da próxima parceira do projeto 😉

O tema de agosto penso que foi o melhor para a minha iniciação: livre, haha.
Vamos as fotos:


1. Mostro a vocês como passo maior parte do meu dia por aqui: estudando inglês. Sempre deixo o homework em dia e era exatamente isso que estava fazendo no momento da foto.


2. Uma foto da minha leitura do momento: The Agatha Raisin Companion. (fofo né?!)


3. Quem não adora esses doces, não é? Aqui tem tantos e de cada formato engraçado e diferente…


4. Canteiro de flores no parque Stephen’s Green, em um dia ensolarado (que agora acontece raramente).


5. Em Hollywood você encontra a famosa “Walk of Fame” e em Dublin, pelas ruas do Temple Bar você encontrará: Wall of Fame 😛


6. Regra da vida (sonhada) de toda mulher.. placa de alguma loja aleatória que eu realmente tive que fotografar.


7. Primeira vez que entrei na livraria Eason (a mais antiga da cidade) e me encantei com as milhares de versões de Senhor dos Anéis e O Hobbit.

Espero que vocês gostem da minha estréia nesse projeto, pois eu estou realmente empolgada com essa ideia de mostrar novidades do meu dia-a-dia para todos em assuntos variados todo mês!

Quer conferir o trabalho de uma das parceiras do projeto? Segue o link do blog da 
Manu.

beijinhos,
DFG

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Onde encontro um lar?

Como vocês podem ter notado, o blog anda em um pequeno número de posts… quando antes, era atualizado todos os dias.

Sempre achei que esse tipo de acontecimento deveria ser explicado e anunciado pela pessoa, afim de manter todos que fazem o blog estar “vivo” estarem cientes da situação.

O problema é que ando sentindo falta de várias coisas, e não, não são coisas materiais ou coisas que eu teria se voltasse para o meu país.
Coisas que a gente sente por dentro e transmite pro mundo, sabe?
As frases que mais repito a mim mesma ultimamente são: “Você não é capaz de tal coisa” “Você não tem um diferencial, algo no que é boa de qualquer jeito” “Eu não sou boa o suficiente”.
E não, não estou me comparando a ninguém. São apenas as “regras” impostas pela sociedade invisível tomando conta de mim.

Quando o querer é tão forte porém a realização se torna tão longínqua aos meus olhos, eu sofro com esses pensamentos, com essas repressões.

A vida que eu sonho está tão longe de começar a acontecer e a espera me tortura… E todos os dias, as surpresas da vida fazem meus passos vacilarem, tremerem.

Será que um dia eu mudarei?
Será que um dia serei responsável por algo feito apenas pelo meu esforço?

Não vou mentir e dizer que o tempo fará isso passar, porque não vai.
Nada vai.
Somente eu.

Porém, não consigo fazer meu corpo e mente trabalharem juntos… sinto como se eles fossem aquele casal de milhares de anos juntos, mais que no fundo, nunca tiveram um real sentimento um pelo outro.

Mais ainda há algo pior: a vontade de chorar sem lágrimas.
Quando me sinto triste, tento com todos as forças fazer minhas lágrimas descerem e abafar os sentimentos.
Mais elas não descem, elas ficam assistindo tudo da primeira fileira e talvez até se divertindo com tudo isso.

Disso tudo, levo um novo ensinamento: Você só será feliz no lugar em que seu coração e mente sentirem-se em casa.

Cute-little-house-which-house-in-the-middle-of-the-forest-with-wood-materials-make-the-house-into-a-beautiful-place-to-stay


DFG.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Sobre Morar Sozinha.

Comecei a morar sem meus pais faz quase 2 anos. Porém, tecnicamente não morei totalmente sozinha.
Minha primeira experiência em morar “sozinha” foi quando disse que passaria alguns dias na casa da mãe do meu namorado e assim começou um loop infinito de tentativas de viver e correr atrás de uma certa liberdade que só se encontra com esse tipo de experiência.

Desde que me lembro, os planos para minha vida adulta começariam morando sozinha. Tendo que aprender todos os trabalho domésticos na marra.
E não, nada disso realmente aconteceu.
É sempre difícil quando você deseja esse tipo de coisa, pois tem tantas coisas envolvidas que no momento que está desejando isso não lhe ocorre na mente: aluguel (que não é NADA barato na grande maioria), móveis, comida, contas como luz, água, gás.. e tantos outros pequenos obstáculos que a gente só se da conta quando está vivendo a situação.

Quando morava no Brasil eu não tinha tantas preocupações com casa, pois sempre estava morando com algum adulto mais responsável e que sabia de todas essas consequências. 
Claro que houve épocas que voltei a ficar na casa dos meus pais, mais não acontecia com muita frequência pois a casa deles fica no interior e lá não tem telefone, internet e muito menos área para celular.

Eu sempre tive a vida de pessoa do interior que não tinha os “luxos” de morar no centro da cidade.
Quando eu ficava na casa do meu namorado eu achava simplesmente o máximo da vida pedir lanche ou pizza e receber no portão de casa. 
Fazer download de filmes e séries pela internet então? Era o ápice do dia!

Agora, morando em outro país, longe de todos, vejo que cada dia é um novo aprendizado.
Preciso manter em ordem a limpeza do chão, teto e janelas do apartamento. Se eu não limpar, elas realmente vão ficar sujas, pois a minha mãe não vai chegar e limpá-las para mim. 
Os resultados de um local limpo e com harmonia dependem de você.

Toda vez que minhas amigas dizem que não tem vontade de sair do “ninho” (casa dos pais) tão cedo eu me pergunto e tento explicar a aventura que pode ser uma casa só sua. 
Nunca consigo explicar. Só sinto.
E esses sentimentos tem sido tão ricos e proveitosos! Ahhh, o que eu queria era certo, fico pensando.

A vida é incrível e eu amo meus pais incondicionalmente… mais eu preciso voar de ninho em ninho.
As conquistas são valiosas, valem a pena e vieram através de um esforço, de um bem maior. E é toda sua.

– Aproveitem a semana,
DFG









Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Tag: Espaço das Leitoras – Pets.

Estive muito ansiosa para montar o primeiro post dessa nova tag maravilhosa (obrigada amiga Bruna pela ideia) 😀


Gente, essa é a Madonna da Katiane E. Klitzke… uma labradora super fofa que parece adorar uma boa preguiça viu 😛 hehe


Olha só que fotogênicos o Kinder e sua dona sorridente Halina Hupka Gessner 😀 Parece foto de book mesmo!


Gatinha Bin e sua companheira Paçoca da Dani Souza… Ela me mandou várias fotos e fiquei super na dúvida pois todas eram fofas nesse estilo ai.
As duas dormindo juntas é muito amor!


Essa é a Cacau da Bruna E. Winter, e as  palavras da dona com a foto foram: “Essa foto além de acharmos linda, representa a cachorra zelosa que ela é, aventureira e dos pelos brilhantes.”
Essa foto me lembrou o filme Lassie… está realmente no estilo não é?! 


Os 3 gatos acima são: Podre, Podrinho e Pantufa… todos do Rodrigo Fransosi. Ele também me mandou uma foto dormindo com o gato Puppy, da namorada dele 🙂

E mais uma foto do Puppy da Luana Romão. Nível de fofura dessa foto atingiu 100% *-*

Fiquei feliz com o resultado e sei que na próxima teremos mais fotos… pois é aos poucos que conseguimos fazer o blog crescer.

Ótimo final de semana a todos. Beijos, DFG

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Nova tag: Espaço das Leitoras :D

Boa noite, amores!

Dia desses twittei (@debora_fg) que estava a procura de novos post semanais ou tags, enfim… precisava de uma luz de inspiração ? haha
Minha amiga hoje compartilhou uma ideia incrível que parei e pensei: Como isso nunca me ocorreu?

O Espaço das Leitoras (e leitores também, *espero realmente que tenha* haha) vai ser basicamente:
Vou postar um tema aqui e vocês poderão me mandar fotos suas e depois montarei um post lindo e especial 😀

A única dúvida que me ocorre é: Será uma tag semana ou mensal? 
Comentem com o que vocês acham disso.

Para estréia e para “combinar” com o nome do blog: quero foto dos pets de vocês!
Com certeza a maioria tem algum animal do qual é apaixonado… e se não tem, tá esperando o que pra adotar algum?

Animais são ótimos companheiros que se tornam tão especiais na nossa vida e as vezes esquecemos de homenagear-los. Essa é a chance 😉


Como vai funcionar:
Mandem suas fotos para o e-mail: setevidasfelinas@gmail.com (mandem com o nome do pet e do dono, pra organizar na legenda da foto depois)
ou através do inbox no meu facebook pessoal aqui
ps: vocês, leitoras também podem aparecer na foto com os bichanos, ok?

O post com as fotos vai ser feito no dia 07/06, ou seja: vocês vão ter tempo de sobra pra fazer um lookbook dos pets, haha!

Conto com a presença de todos nessa nova tag, pois sem vocês o blog com certeza não seria o que é hoje.

beijos carinhosos, DFG :*



Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Um Caso Curto de Uma Estranha Menina.

As palavras escorrem, ecoam, esmagam e não perdoam.
“- Deixem-me em paz “, eu suplico a elas.
Mas não, parecem adorar me assombrar. Elas gostam de ser o bicho papão por debaixo de minha cama, no meio dos meus lençóis num antigo guarda roupa.
Você me diz que morrer de amor é bom, mas eu lhe digo que morrer de poesias é ainda melhor!

Imagina só, num dia qualquer, alguém que te pergunte: “- Você ouviu sobre a tal garota? Ela se foi.. mas o motivo me é estranho, intrigante.”
Deixarei aqui uma resposta, que se isso lhe acontecer um dia, use minhas palavras: “- Você acha estranho, meu caro? Eu compreendi totalmente. Pois, quem não se engasga com uma palavra ou outra de vez em quando, não é?!
O caso dela foi apenas que de tanto engasgar e engolir coisas que deveriam ser ditas, ela explodiu.”

 

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Inspiração: cortes de cabelo!

Olá! Acordei inspiradíssima no dia de hoje. Porém, sei muito pouco sobre blog então não estou conseguindo postar tudo do jeito que gostaria, terão que ter paciência comigo, gente 🙁

Ok, vamos parar com o “mimimi” e começar a falar sobre o que interessa: cortes de cabelo.

Quem me conhece sabe que sou bem aloka para cabelo. Corto ele praticamente a cada 3 meses de jeitos e trijeitos diferentes. O atual corte que ando usando é uma cópia não muito fiel das madeixas da Miley Cyrus:

 

Escrevi não muito fiel já que deixei a cor natural do meu cabelo, então não parece tanto com o dela assim… mas eu adorei o resultado, é super fácil de manter o penteado (sou horrível para fazer penteados no meu cabelo, tenho mão podre e herdei isso da minha mãe). 

Estou pensando no meu próximo corte já e continuarei seguindo Miley, vai ser mais ou menos assim:

 

Liiiindo!
O único lado negativo que possuo é que morro de medo de pintar meu cabelo, fico imaginando o pior sempre… Que vou ficar como aquelas mulheres de farmácia, totalmente erradas na cor do cabelo com a sobrancelha, por exemplo.

Pra terminar, mais umas fotinhos de cortes que eu gosto e se tivesse mais cabelo, eu teria:

 

 

 

 


Agora, corre pra marcar hora no seu salão preferido, com alguém que você tenha confiança com a tesoura e comece o ano com tudo novo, que tal?

Até a próxima! DFG.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Tudo tem seu início.

O banho do final do dia, sempre vem acompanhado de muitas coisas passando pela cabeça. O meu banho da noite de hoje não foi diferente: lá estava eu, espuma, shampoo e cheirinho de morango do meu sabonete preferido, me passou a ideia de “eu preciso ter um blog, preciso mostrar para as pessoas o que penso fazer de melhor, ou de pior.” Sei lá, essa vida é uma loucura e eu gosto de arriscar.

Espero que me acompanhem sempre e que consiga agradar você que lê este texto, de alguma maneira.

beijos, DFG.

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.