Blogagem Coletiva: Coisas que Fiz e me Envergonho.

Olá! 🙂
Participando de mais uma blogagem coletiva, dessa vez do grupo blogs que interagem, e com esse tema escolhido também ser algo que nunca contei por aqui decidi por arriscar. Vamos lá:

facepalm-homer-simpson


– Sim, eu já achei que ficaria com uma pessoa pra sempre, que amaria ela pra sempre e não conseguiria viver sem. Eu sempre fui uma pessoa bem apaixonada, sou até hoje mas já mudei bastante nesse quesito. Porém na época de escola, eu era MUITO apaixonada. Quando eu gostava ou ficava com alguém, era muito sério. Eu falava que seria pra sempre, que jamais deixaria e era tanto amor que no fim das contas, o amor todo era uma simples paixão passageira, sabe aquelas de estações mesmo 😛 Isso aconteceu comigo mais de uma vez até, e penso com muita vergonha nisso, em como pude ter sido levada por todo o “calor do momento”.
Mas não, não me arrependo de ter escolhido aquelas pessoas nos determinados momentos da minha vida, pois tudo aquilo moldou quem eu sou hoje. Foi tudo uma questão de passagens que faremos na vida das pessoas.

For further information: please contact your local UIP Press Office.


– Amizades:
Me arrependo muito de me deixar influenciar por pessoas que na época eram melhores amigas e hoje não passamos de desconhecidos nas ruas. Eu realmente deixava de falar com certa pessoa porque uma “amiga” não gostava, ou porque tinha medo da reação dos outros. E isso é totalmente ridículo. Havia sempre muito ciúme entre minhas amigas no ensino fundamental, muito mesmo. Mandávamos recadinhos maldosos uma para as outras, e escondíamos quando, por exemplo, eu estava na casa de uma e não chamamos as outras. 
Hoje em dia penso que deveria ter sim feito amizade com todos a minha volta e não pensar no que achariam, se ficariam chateadas comigo e etc. 

cofre-porquinho-economia-financas-poupanca-dinheiro-1294678283226_956x500


– Gastar dinheiro com futilidades:
No ensino médio eu gastava muito dinheiro e não pensava nas consequências disso. Era roupa pra sair final de semana, calçados novos para usar no colégio, acessórios, mala escolar todo ano precisava ser nova e uniformes também.
Gente, que besteira!
Eu deveria ter feito uma poupança, ter guardado embaixo do colchão, ou em qualquer outro lugar, menos ter me preocupado com que roupa eu impressionaria as outras pessoas (que era o pensamento na época, eu queria conquistar o pessoal né, haha). Ou então eu deveria ter comprado tudo da China, ai sim eu teria feito compras boas e sairia ganhando 😛
E o pior de tudo era que na maioria do tempo eram meus pais que pagavam tudo, pois enquanto eu estava na escola eu não trabalhava… apenas vivia dos estudos e do dinheiro deles 🙁 apenas inaceitável né?!
Hoje em dia eu economizo muito, muito mesmo. Compro coisas boas, pois me esforço pra economizar e comprar tudo no tempo certo, e a vista, claro hehe.

Porém, não é de arrependimentos que a gente vive. A vida é toda cheia dessas passagens idiotas também. A adolescência é sempre um momento bem intenso, confuso mas passageiro. Tudo que resta no final são as boas lembranças.
Quando me deito e paro pra pensar, eu sinto que aproveitei do meu jeito, com minhas vontades e reais sentimentos… e isso me conforta. Deixem essas vergonhas serem um capítulo divertido da sua vida 🙂

– Esse post faz parte da blogagem coletiva do grupo Blogs que Interagem, participe você também, só clicar no link 😉

Beijos e até a próxima :*

Este post foi escrito por: Débora Fernanda

Olá! Sou Débora Fernanda Gessner, tenho 23 anos, atualmente morando em Jaraguá do Sul, SC. Desde 2009 venho imaginando ter 7 vidas (felinas, de preferência) para poder falar sobre tudo que curto e que faz parte da minha personalidade.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *